Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Computed tomographic features of the feline brain change with advancing age? / O aspecto tomográfico do encéfalo de felinos altera com o avanço da idade?

Babicsak, Viviam R; Cardoso, Guilherme S; Tsunemi, Miriam H; Vulcano, Luiz C.
Pesqui. vet. bras; 35(supl.1): 33-38, dez. 2015. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-789007

Resumo

A better understanding of normal or expected encephalic changes with increasing age in cats is needed as a growing number of these animals is attended in veterinary clinics, and imaging data referring to normal age-associated changes are extremely scarce in the literature. The objective of this study was to identify age-related changes in feline brain using CT imaging. Fifteen non-brachycephalic healthy cats with age between 1 to 6 years (adult group) and others over 12 years (geriatric group) were submitted to CT scan of the brain. Statistically significant differences were found between the groups for the ability to identify the left lateral ventricle and for falx cerebri calcification, both identified in a greater number of cats of the geriatric group. A significantly higher mean width of the third ventricle was also detected in geriatric animals. There were no statistically significant differences between lateral ventricular dimensions and encephalic parenchymal attenuation on pre and post-contrast CT phases. The results of the present study show an increase in the incidence of falx cerebri calcification and a third ventricular dilatation with advancing age in cats. Future researches using MRI scanners and a greater quantity of cats are needed in order to identify supplementary age-related changes.(AU)
Uma melhor compreensão das alterações encefálicas normais ou esperadas com o aumento da idade em gatos é necessária no presente momento, uma vez que tem havido um número crescente desses animais nas clínicas veterinárias, e dados de imagem referentes às alterações normais associadas à idade são extremamente escassos na literatura. O objetivo deste estudo foi a identificação de alterações relacionadas à idade no encéfalo de gatos através da tomografia computadorizada. Quinze gatos saudáveis não braquicefálicos com idade entre 1 e 6 anos (grupo adulto) e mais de 12 anos (grupo geriátrico) foram submetidos à tomografia encefálica. Diferenças estatísticas significativas foram encontradas entre os grupos para a identificação do ventrículo lateral esquerdo e calcificação da foice cerebral, ambos visualizados em um número maior de gatos do grupo geriátrico. A média de largura do terceiro ventrículo também foi significativamente maior nos animais geriátricos. Não foram encontradas diferenças estatísticas significativas entre a mensuração dos ventrículos laterais e a atenuação do parênquima encefálico nas fases tomográficas pré e pós-contraste. Os resultados do presente estudo demonstram aumento da incidência de calcificação da foice cerebral e dilatação do terceiro ventrículo de acordo com o avanço da idade em gatos. Pesquisas futuras utilizando ressonância magnética e uma maior quantidade de gatos são necessárias a fim de se identificar alterações complementares relacionadas à idade.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1