Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Parâmetros ósseos de frangos de corte alimentados com rações contendo fitase e baixos níveis de fósforo disponível e proteína bruta / Bone parameters for broilers fed diets with phytase and low phosphorus and crude protein levels

Vaz, A C N; Albuquerque, R; Brisola, M L; Donato, D C Z; Garcia, P D S R.
Arq. bras. med. vet. zootec; 65(6): 1831-1835, dez. 2013. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-10135

Resumo

Foram utilizados 504 pintos de linhagem comercial (Ag Ross 308) para frangos de corte de um dia de idade, distribuídos em 12 tratamentos com seis repetições. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso em esquema fatorial 2x2x3, com dois níveis de fósforo disponível (0,45 e 0,34%), dois níveis de fitase (0 e 1200 FTU/kg) e três níveis de proteína bruta (22,5; 20,5 e 18,5%). A porcentagem de cálcio e fósforo nas tíbias foi influenciada significativamente pelos níveis de proteína e de fósforo na dieta com o uso da fitase. Os teores de matéria mineral nas tíbias apresentaram efeito linear com o uso da enzima e efeito quadrático com a ausência dela, apresentando maior valor com o nível de 22,5% de proteína na dieta. Já com os maiores níveis de fósforo houve efeito linear entre os níveis de proteína bruta na dieta e os pesos da matéria mineral nas tíbias, ou seja, quanto maior o nível de proteína, menor o peso da matéria mineral.(AU)
504 (five hundred four) 1 day old male chicks from a commercial broiler line (Ag Ross 308) were used, distributed in 12 treatments, with 6 replicates per treatment. The experimental design was casually blocked and treatments were organized in a 2x2x3 factorial arrangement: two available phosphorus levels (0.45 and 0.34%), two phytase inclusion levels (0 and 1200 FTU/kg) and three crude protein levels (22.5; 20.5 and 18.5%). Tibia calcium percentage was influenced by protein and phosphorus levels in the diet, when using phytase. Tibia ash levels showed a linear effect when enzymes were added and showed a quadractic effect without it, and the higher value was observed with 22.5% crude protein in the diet. With higher phosphorus levels a linear effect was observed between crude protein in the diet and tibia ash weights, as a higher protein level had lower tíbia ash weight.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1