Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estratégia de coalimentação na sobrevivência e no crescimento de larvas de Betta splendens durante a transição alimentar / Co-feeding strategy on survival and growth of Betta splendens larvae during weaning

Fosse, P J; Mattos, D C; Cardoso, L D; Motta, J H S; Jasper, A P S; Radael, M C; Andrade, D R; Vidal Júnior, M V.
Arq. bras. med. vet. zootec; 65(6): 1801-1807, dez. 2013. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-10139

Resumo

Conduziu-se um experimento com o objetivo de avaliar a influência do período de coalimentação na sobrevivência e no crescimento de larvas de Betta splendens. As larvas foram alimentadas com náuplios de Artemia durante sete dias e, posteriormente, submetidas aos seguintes tratamentos: jejum contínuo; ração contínua; quatro dias de coalimentação + 14 dias de ração; oito dias de coalimentação + 10 dias de ração; 12 dias de coalimentação + seis dias de ração; náuplios de Artemia durante todo o período experimental. Os valores das variáveis de desempenho das larvas do tratamento 12 dias de coalimentação + seis dias de ração e do tratamento náuplios de Artemia foram superiores aos demais tratamentos, exceto para sobrevivência, em que não houve diferença significativa com o tratamento oito dias de coalimentação + 10 dias de ração. Considerando-se apenas o tempo de oferta de Artemia (em dias), obteve-se a equação de regressão para as variáveis analisadas. A sobrevivência e a taxa de crescimento específico (TCE) apresentaram efeito quadrático, e as demais variáveis apresentaram efeito linear. O ponto de máxima para sobrevivência foi de 21,7 dias (88,92%) e para TCE foi de 26,2 dias (23,47% dia-1). O período de co-feeding influencia no crescimento e na sobrevivência de larvas de Betta splendens. Após o período de 19 dias de oferta de alimento vivo, com 12 dias de coalimentação, as larvas estão aptas a aproveitar de maneira eficiente o alimento inerte sem prejuízos ao crescimento e à sobrevivência.(AU)
An experiment was carried out to evaluate the influence of the period of co-feeding on survival and growth of Betta splendens larvae. The following strategies for co-feeding were used: continuous fasting, 18 days of inert diet, 4 days of co-feeding + 14 days of inert diet; 8 days of co-feeding + 10 days of inert diet; 12 days of co-feeding + 6 days of inert diet, nauplii of Artemia throughout the experiment period. The values of performance variables for larvae with 12 days of treatment for co-feeding + 6 days of inert diet and the nauplii treatment with Artemia were higher than the other treatments, except for survival, which did not differ significantly from the treatment with 8 days of co-feeding + 10 days of inert diet. Considering only the supply time for Artemia (in days) the regression equation was obtained for the variables analyzed. The survival and specific growth rate (SGR) showed a quadratic effect and other variables showed a linear effect. The point of maximum survival was 21.7 days (88.92%) and for SGR it was 26.2 days (23.47 % day-1). The co-feeding period influences the survival and growth of the Betta splendens larvae. After the period of 19 days of supply of live food, with 12 days of co-feeding, larvae can be fed exclusively on inert diet, without negative effects on growth and survival.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1