Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Comportamento ingestivo de cordeiros em confinamento, alimentados com dieta exclusiva de concentrado com diferentes porcentagens de proteína / Ingestive behavior of feedlot lambs feed with exclusive diet of concentrate with different percentages of protein

Cirne, L G A; Oliveira, G J C; Jaeger, S M P L; Bagaldo, A. R; Leite, M C P; Rocha, N B; Macedo Junior, C M; Oliveira, P A.
Arq. bras. med. vet. zootec; 66(1): 229-234, fev. 2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-10294

Resumo

O experimento foi realizado com o objetivo de avaliar o comportamento ingestivo de cordeiros em confinamento, alimentados com dieta exclusiva de concentrado com diferentes porcentagens de proteína (14, 16, 18 e 20%). Foram utilizados 24 cordeiros mestiços da raça Santa Inês, não castrados, com aproximadamente 180 dias de idade, peso vivo médio de 25kg, confinados, num delineamento experimental inteiramente ao acaso, com quatro tratamentos e seis repetições. O tempo despendido na atividade de alimentação decresceu linearmente em 0,20 hora/dia para cada 1% de aumento na porcentagem de proteína na dieta; o de ócio aumentou linearmente em 0,25 hora/dia; e o de mastigação total reduziu linearmente em 0,25 hora/dia. A elevação da porcentagem de proteína na dieta elevou linearmente a eficiência de alimentação (kg MS e FDN/hora), em 0,038 e 0,005kg/hora, respectivamente, para as frações MS e FDN. Contudo, os consumos de matéria seca (MS) e fibra em detergente neutro (FDN), a eficiência de ruminação (kg MS e FDN/hora), assim como o período (nº/dia) e o tempo (min) gasto por período de alimentação, ruminação e ócio não foram influenciados pelas diferentes porcentagens de proteína na dieta.(AU)
The experiment was conducted to evaluate the ingestive behavior of feedlot lambs fed with an exclusive diet of concentrate with different percentages of protein (14, 16, 18, and 20%). A total of twenty four Santa Inês crossbred lambs, not castrated, with approximately 180 days of age, average live weight of 25kg, confined, in a completely randomized design, with four treatments and six repetitions. The time spent on feeding decreased linearly in 0.20 hours/day for each 1% increasing in protein percentage in the diet, the idleness increased linearly in 0.25 hours/day, and the total chewing decreased linearly in 0.25 hours/day. The increase in the protein percentage in the diet increased the feed efficiency linearly (kg DM and NDF/hour) in 0.038 and 0.005kg/hour, respectively, for DM and NDF fractions. However, the intake of dry matter (DM) and neutral detergent fiber (NDF), the rumination efficiency (kg DM and NDF/hour), as well as the period (nº /day) and the time (min) spent on feeding, ruminating and idling were not influenced by different protein percentages in the diet.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1