Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Sperm characteristics as additional evidence of close relationship between Lebiasina and Piabucina (Characiformes: Lebiasinidae: Lebiasininae)

Santana, Julio Cesar de O; Netto-Ferreira, Andre L; Calcagnotto, Daniela; Quagio-Grassiotto, Irani.
Neotrop. ichthyol; 11(3): 573-579, 06/2013. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-10519

Resumo

Spermiogenesis and spermatozoa of representatives of the genera Lebiasina and Piabucina are described. Spermiogenesis is quite similar among all analyzed species of these genera and is identified as Type II. In this type of spermiogenesis, the flagellum of earliest spermatids lies lateral to the nucleus. A slight movement of the nucleus towards the centriolar complex is observed. In late spermatids, the nucleus slightly elongates towards the flagellum. The formation of two striated rootlets apparently occurs in early/intermediate spermatids. The spermatozoa of species of Lebiasina and Piabucina share (1) a drop-shaped slightly elongated nucleus that is laterally positioned relative to the flagellum; (2) a superolateral centriolar complex; (3) two striated rootlets; (4) a basolateral midpiece; (5) oblong mitochondria and (6) a few spherical vesicles. The spermatic characteristics of Lebiasina and Piabucina indicate that spermiogenesis is a homologous process among all species of both genera examined to date and can be considered, along with the spermatozoa morphology, additional evidence indicating a close relationship between Lebiasina and Piabucina. .(AU)
A espermiogênese e os espermatozoides de representantes dos gêneros Lebiasina e Piabucina são descritos. O processo de espermiogênese é muito semelhante entre todas as espécies analisadas, sendo descrita como do Tipo II. Nesta variação de espermiogênese o flagelo das espermátides iniciais localiza-se lateralmente ao núcleo. O núcleo movimenta-se ligeiramente sobre o complexo centriolar. Nas espermátides finais, o núcleo alonga-se ligeiramente em direção ao eixo flagelar. A formação de duas raízes estriadas ocorre nas espermátides iniciais/intermediárias. Os espermatozoides das espécies de Lebiasiana e Piabucina compartilham principalmente (1) o núcleo em forma de gota, lateralmente posicionado em relação ao eixo flagelar, e ligeiramente alongado em direção ao flagelo, (2) o complexo centriolar superolateral, (3) duas raízes estriadas surgindo a partir do centríolo distal, (4) peça intermediária basolateral, (5) mitocôndrias oblongas e (6) algumas vesículas esféricas. As características espermáticas de Lebiasina e Piabucina foram observadas comparativamente e permitem concluir que o processo de espermiogênese é homólogo em todas as espécies destes dois gêneros examinadas até o momento. Os espermatozoides e principalmente os dados de espermiogênese são apresentados aqui como evidências adicionais que indicam uma relação estreita entre os gêneros Lebiasina e Piabucina. .(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1