Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Efeito do soro de cadela em estro na maturação in vitro de ovócitos caninos / Effect of estrus bitch serum on in vitro maturation of canine oocyte

Goretti, C. A. N; Costa, E. P; Paula, T. A. R; Macedo, G. G; Santos, G. M; Almeida Neto, J. R. M; Pereira, E. C. M.
Arq. bras. med. vet. zootec; 63(5): 1054-1059, 2011. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1062

Resumo

Avaliou-se o efeito do soro de cadela em estro na maturação in vitro de ovócitos caninos, utilizando-se 92 ovócitos de cadelas, submetidas à cirurgia eletiva de ovarioisterectomia. Os ovócitos foram selecionados e distribuídos em dois tratamentos: T1 (n = 48), ovócitos cultivados in vitro durante 96 horas utilizando meio base - TCM199 + 5µg/mL de LH + 20µg/mL de FSH - mais 10 por cento de soro inativado de vaca em estro e T2 (n = 44), ovócitos cultivados em meio base mais 10 por cento de soro inativado de cadela em estro. O percentual de ovócitos observados em metáfase I não indicou diferenças (P>0,05) entre T1 (2,1 por cento) e T2 (0,0 por cento), porém a taxa de ovócitos maduros (metáfase II) foi diferente (P<0,05), sendo 27,1 por cento em T1 e 47,7 por cento em T2. O mesmo fato ocorreu com a taxa de cromatina condensada (P<0,01), com 14,6 e 0,0 por cento, respectivamente. Nos ovócitos sem configuração cromossômica, não foram observadas diferenças (P>0,05), sendo 56,3 por cento em T1 e 52,3 por cento em T2. Estes resultados indicam que a adição de soro de cadela em estro no meio de cultivo oferece melhores condições para o desenvolvimento in vitro, quando comparado à de soro de vaca em estro.(AU)
This study aimed to evaluate the effect of estrus on in vitro canine oocyte. A total of 92 oocyte from bitches under ovary-hysterectomy surgery was used. The oocytes were selected and randomly assigned to two different treatments, being T1 (n = 48) in vitro cultured for 96h using basic medium (TCM199 + 5µg/mL of LH + 20µg/mL of FSH), plus 10 percent of cow inactive serum in estrus and T2 (n = 44) basic medium plus 10 percent of bitch inactive serum in estrus. The percentage of oocyte observed on metaphase I do not indicate a difference (P>0.05) between T1 (2.1 percent) and T2 (0.0 percent). However, the rate of mature oocyte (metaphase II) was different (P<0.05), being 27.1 percent for T1 and 47.7 percent for T2. There was difference (P<0.05) in the condensed chromatin rate for T1 (14.6 percent) and T2 (0.0 percent), respectively. There was no difference (P>0.05) between T1 (56.3 percent) and T2 (52.3 percent) in oocyte with no chromosome configuration. These results indicate that supplementation with estrus bitch serum on culture media offer better conditions to in vitro development, when compared to estrus cow serum.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1