Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estudo histológico e histoquímico da pele de jurará Kinosternon scorpioides scorpioides (Testudines: Kinosternidae) / Histological and histochemical study of the skin of the muçuã Kinosternon scorpioides scorpioides (Testudines: Kinosternidae)

Abreu-Silva, Ana L; Silva, José A; Souza, Katiene R. S; Santos, Débora M. S; Pereira, José G; Carvalho, Rafael C; Ambrosio, Carlos E; Miglino, Maria A.
Pesqui. vet. bras; 34(9): 911-916, set. 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-12113

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi analisar histológica e histo- químicamente a pele do jurará (Kinosternon scorpioides scorpioides). Foram utilizados seis animais (três machos e três fêmeas). Os animais foram eutanasiados com dose letal de tiopental sódico a 2,5%, para colheita de fragmentos de pele mole das patas e pescoço do animal, que após a fixação em líquido de Bouin, foram incluídos em parafina e corados pelas técnicas de hematoxilina-eosina, Giemsa, Sirius red, Reticulina de Gomori e Fucsina-resorcina de Weigert. Os resultados revelaram que a pele do jurará é delgada e composta de epiderme e derme. A epiderme é formada por estrato germinativo constituído por uma única camada de células cilíndricas; estrato espinhoso apresentando duas ou três camadas de células poliédricas; o estrato granuloso não foi observado nos exemplares estudados O estrato córneo apresenta uma delgada camada de queratina mole. Na derme, os fibroblastos foram as células mais freqüentes e as fibras colágenas formavam feixes espessos dispostos em várias direções. No método do Picro Sirius Red sob luz polarizada observou-se que, independente da região analisada, há predomínio de fibras colágenas tipo I em relação ao colágeno tipo III. Foi também observados mastócitos em pequena quantidade e fibras elásticas na região subepidérmica. Concluiu-se que a pele de Kinosternon scorpioides scorpioides possui características semelhantes a dos demais vertebrados (anfíbios, aves e mamíferos), apresenta peculiaridades, como por exemplo, a ausência de papilas dérmicas e glândulas.(AU)
The aim of this paper was to study the histology and histochemistry of the skin of six specimens of muçuã (three males and three females). The animals were euthanized through a lethal dose of sodium thiopental at 2.5%. Fragments of the soft skin were fixed in Bouin's solution and processed for inclusion in paraffin. The sections were stained with hematoxylin-eosin, Giemsa, Sirius red, Gomori's reticulin and Weigert's fuchsin-resorcin. The results revealed that the skin is thin and constituted by epidermis and dermis. The epidermis is made up by one layer of cylindrical cells of stratum germinativum, two or three layers of poliedric cells of stratum spinosum, but without stratum granular. The stratum corneum consists of a thin layer of soft keratin. In the dermis, the fibroblasts were the most frequent cells and collagen fibers formed a thick bound displayed in several directions. The Sirius red under polarized light showed that type I collagen was predominant when compared with the occurrence of type III collagen. Mast cells were also found, and elastic fibers were seen in the subepidermic layer. We concluded that the skin of Kinosternon scorpioides scorpioides has histological features similar to other vertebrates (amphibia, aves, mammalia), however without dermal papillae and glands.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1