Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Detection of anti-Borrelia burgdorferi antibodies in buffaloes (Bubalus bubalis) in the state of Pará, Brazil / Detecção de anticorpos anti-Borrelia burgdorferi em búfalos (Bubalus bubalis) no estado do Pará, Brasil

Corrêa, Fabíola do Nascimento; Teixeira, Rafaella Câmara; Oliveira, Carlos Magno Chaves; Barbosa, José Diomedes; Fonseca, Adivaldo Henrique da.
R. bras. Parasitol. Vet.; 21(3): 338-341, jul.-set. 2012. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-12645

Resumo

This study aimed to investigate the frequency of homologous antibodies of IgG class against Borrelia burgdorferi in buffaloes in the state of Pará, Brazil. Blood serum samples from 491 buffaloes were analyzed by means of the indirect ELISA test, using crude antigen produced from a cultivar of the North American strain G39/40 of B. burgdorferi. There were 412 positive samples (83.91%), and there was no statistically significant difference in the proportions of positive animals between the 81.69% (232/284) originating from Marajó Island and the 86.96% (180/207) from the continental area of the state of Pará. In all the municipalities studied, the frequency of positive findings of antibodies against B. burgdorferi among the animals ranged from 63.6% to 92.9%. The high numbers of seropositive animals can be explained by the frequent presence of the tick Rhipicephalus (Boophilus)microplus, and by the possible existence of spirochetes of the genus Borrelia infecting buffaloes in the region studied, although specific studies are needed to confirm this relationship. These factors suggest that a cross-reaction exists between the North American strain G39/40 of B. burgdorferi, which is used as an antigenic substrate, and the species of Borrelia spp. that possibly infects buffaloes in the state of Pará.
Este estudo teve como objetivo investigar a frequência de anticorpos homólogos da classe IgG contra Borrelia burgdorferi em búfalos do estado do Pará. Amostras de soro de 491 búfalos foram analisadas por meio do teste ELISA indireto, utilizando antígeno bruto produzido a partir do cultivo da cepa norte americana G39/40 de B. burgdorferi. Foram encontrados 412 soros positivos (83,91%), não havendo diferença estatística significativa entre os 81,69% (232/284) animais positivos provenientes da Ilha de Marajó e os 86,96% (180/207) da base continental do estado do Pará. Em todos os municípios estudados os animais apresentaram frequência de anticorpos contra B. burgdorferi, com positividade variando de 63,6% a 92,9%. O alto número de soropositivos pode ser explicado pela frequente presença do carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus e pela possível existência de espiroquetas do gênero Borrelia infectando búfalo na região estudada, embora novos estudos sejam necessários para a confirmação desta relação. Estes fatos sugerem reação cruzada entre a cepa americana G39/40 de B. burgdorferi utilizada como substrato antigênico e a espécie de Borrelia spp. que possivelmente infecta bubalinos no estado do Pará.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1