Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estimulação tátil em novilhas leiteiras: efeitos no comportamento e na produção de leite após o parto / Tactile stimulation of dairy heifers: effects on behavior and milk production after calving

NÉRI, N. R .M; TOLEDO, L. M; ACARO JÚNIOR, I; AMBRÓSIO, L. A.
B. Indústr. Anim.; 73(3): 171-179, 2016.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-13882

Resumo

O manejo positivo em novilhas primíparas antes do parto, realizado através de estímulos táteis, pode ser benéfico para o comportamento na rotina de ordenha. O objetivo do trabalho foi avaliar a utilização do estímulo tátil em novilhas leiteiras e seus efeitos no comportamento e produção de leite após o parto. Foram utilizadas 10 novilhas primíparas da raça Holandesa. Metade do grupo recebeu treinamento com estímulo tátil em todas as partes do corpo, enquanto a outra metade não recebeu estimulação (grupo controle). O período de treinamento foi dividido em três fases: inicial, do primeiro ao sexto dia; intermediário, do sétimo ao 12º dia, e final, do 13º ao 23º dia de treinamento. Durante o treinamento foram avaliados, por cinco minutos, movimentação e deslocamento por escores. Também foram registradas medidas fisiológicas [frequência respiratória (FR) e temperatura do olho mínima (TOmín) através da câmera termográfica]. Após o parto, as novilhas foram levadas para a primeira ordenha, quando foram iniciadas as avaliações durante os 10 primeiros dias de ordenha (20 ordenhas consecutivas). As avaliações comportamentais dos animais foram realizadas atribuindo-se escore de reatividade 1 (comportamentos desejáveis) e 2 (comportamentos indesejáveis): entrada na baia, assepsia dos tetos, ordenha de jato de leite para teste de mastite, momento de colocação das teteiras e processo de retirada do leite, além da quantidade de leite produzida. As médias da TOmín e da FR decresceram no decorrer do período de treinamento. Foi observada diferença significativa para o escore de deslocamento (P=0,019), com redução do deslocamento do período inicial para o final (60,0% para 25,7%). Na colocação das teteiras, as novilhas estimuladas apresentaram menor reatividade (P=0,002), com menor frequência de comportamento indesejável (12,0%), do que as novilhas não estimuladas (30,2%). A curva de produção de leite média para os primeiros 60 dias de lactação do grupo das novilhas...(AU)
The positive management of primiparous heifers before calving through tactile stimulation may have beneficial effects on behavior during routine milking. The objective of this study was to evaluate the use of tactile stimulation in dairy heifers and its effects on behavior and milk production after calving. Ten primiparous Holstein heifers were used. Half the group received training with tactile stimulation of all body regions, while the other group did not receive stimulation (control group). The training period was divided into three phases: early, days 1 to 6 of training; intermediate: days 7 to 12, and final, days 13 to 23. During training, movement and displacement scores were obtained over a period of 5 minutes. Physiological parameters were also recorded [respiratory rate (FR) and minimum eye temperature (ETmin) measured with a thermal imaging camera]. After calving, the heifers were submitted to first milking when the evaluations were started for the first 10 days of milking (20 consecutive milkings). The behavior of the animals was evaluated by attributing a reactivity score of 1 (desirable behaviors) or 2 (undesirable behaviors): entry into the pen, teat disinfection, milking one or two jets of milk for mastitis testing, attachment of teat cups, and removal of milk, as well as the amount of milk produced. Mean ETmin and FR decreased over the training period. A significant difference was observed for displacement score (P=0.019), with a reduction in displacement from the early to the final period (from 60.0% to 25.7%). During the attachment of teat cups, stimulated heifers were less reactive (P=0.002), characterized by a lower frequency of undesirable behaviors (12.0%), than unstimulated heifers (30.2%). The average milk yield during the first 60 days of lactation was higher for the group of stimulated heifers (Ln y=2.20–0.0102t+0.331lnt, R2=0.76) compared to unstimulated heifers (Ln y=1.54–0.0191x+0.578lnx, R2=0.79), with this...(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BRI681