Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Growth hormone on ovarian morphology of lambaris (Astyanax bimaculatus) after induced spawning / Hormônio de crescimento sobre a morfologia ovariana de lambaris (Astyanax bimaculatus) após desova induzida

Marcon, Lucas; Freitas, Vivian Rocha; Bazzoli, Nilo; Rizzo, Elizete; Benjamin, Laércio dos Anjos.
Ci. Rural; 49(8): e20180478, July 2019. ilus, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-13905

Resumo

Lambari, Astyanax bimaculatus, is an oviparous, multiple-spawning fish that is reproductively active throughout the year, which makes it promising for cultivation and research. This research histologically evaluates the ovaries of lambari that have undergone artificial spawning induced with pituitary extract (control group), and the effect of growth hormone at a dose of 2 mg/g body weight (treatment group) on the subsequent process of ovarian recovery. Ovaries of fish in both the control and treatments groups were collected at 120 hours after spawning and analyzed using optical microscopy to characterize the average quantities of: follicles in different stages of development, post-ovulatory follicles, follicular atresia and granulocytes. Quantity and morphology of early and advanced primary follicles did not differ between the treatment and control groups; an important and necessary factor for ovarian recovery for subsequent spawning. There was a greater amount of granulocytes in initial atresia in the group treated with growth hormone. These results demonstrated that the administration of growth hormone may potentiate the process of ovarian recovery after induced spawning.(AU)
O Lambari Astyanax bimaculatus é um peixe ovíparo de desova múltipla que é reprodutivamente ativo durante todo o ano, o que o torna promissor para cultivo e pesquisa. Este trabalho avalia histologicamente os ovários de lambaris submetidos à desova artificial, induzida pelo extrato hipofisário (grupo controle) e o efeito do hormônio de crescimento na concentração de 2 g/g de massa corporal (grupo tratamento) no subsequente processo de recuperação ovariana. Os ovários dos peixes dos grupos controle e tratamento foram coletados às 120 horas após a desova e analisados em microscopia óptica para caracterizar as quantidades médias de: folículos em diferentes estágios de desenvolvimento, folículos pós-ovulatórios, atresia folicular e granulócitos. A quantidade e a morfologia dos folículos primários iniciais e avançados não diferiram entre os grupos tratamento e controle; um fator importante e necessário para a recuperação dos ovários para posterior desova. Houve maior quantidade de granulócitos na atresia inicial no grupo tratado com hormônio de crescimento. Esses resultados demonstram que a administração do hormônio do crescimento pode potencializar o processo de recuperação ovariana após a desova induzida.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1