Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Serum neutralization with different types and subtypes of bovine herpesvirus 1 and 5 / Soroneutralização com diferentes tipos e subtipos de herpesvírus bovinos 1 e 5

Holz, Carine Lidiane; Cibulski, Samuel Paulo; Teixeira, Thais Fumaco; Batista, Helena Beatriz C. R; Dezen, Diógenes; Campos, Fabrício Souza; Varela, Ana Paula M; Roehe, Paulo Michel.
Pesqui. vet. bras; 30(7): 515-522, 2010. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-14247

Resumo

The serum neutralization (SN) test is the gold standard method to measure neutralizing antibodies to bovine herpesviruses. However, in view of the further subdivisions of bovine herpesviruses in types/subtypes, defining which virus to use at challenge in SN tests may be difficult. In view of that, this study was carried out to re-evaluate (SN) sensitivity with different types/subtypes of bovine herpesviruses types 1 (BoHV-1) and 5 (BoHV-5) as challenge viruses. Bovine sera (n=810) were collected from two distinct geographic regions and tested by SN with three type 1 viruses (BoHV-1.1 strains "Los Angeles" and "EVI123/98"; BoHV-1.2a strain "SV265/96") and three type 5 viruses (BoHV-5a strain "EVI88/95"; BoHV-5b strain "A663" and BoHV-5c "ISO97/95"). SN tests were performed with a 1 hour incubation of the serum-virus mixtures at 37ºC against 100 TCID50 of each of the viruses. SN sensitivity varied greatly depending on the challenge virus used in the test. The highest sensitivity (327 positive/810 total sera tested; 40.37 percent) was attained when the positive results to the six viruses were added together. No association could be found between any particular type or subtype of virus and the sensitivity of the test. When positive results to each single strain were considered, SN sensitivity varied from 41.7 percent to 81.7 percent, depending on the virus and the geographic region of origin of the sera. Variation was detected even when challenge viruses belonged to the same subtype, where disagreement between positive results reached 41 percent. These results indicate that one hour incubation SN tests against single viruses, as performed here, may display a significantly low sensitivity (p=0.05); performing SN tests against a number of different viruses may increase considerably SN sensitivity. Furthermore, the choice of virus used for challenge is critical in SN tests. In addition, sera from different geographic regions may give rise to disagreeing results with different strains of BoHV-1 and BoHV-5. This might be particularly relevant for control programs and in international trade, were maximum sensitivity should be targeted.(AU)
O teste de soroneutralização (SN) é o método padrão para a mensuração de anticorpos neutralizantes para herpesvírus bovinos. Entretanto, com as subdivisões propostas destes agentes em tipos e subtipos, a definição de qual amostra utilizar como virus de desafio à SN pode ser difícil. Em vista disso, este estudo foi realizado para re-avaliar a sensibilidade de testes de SN utilizando diferentes tipos e subtipos de herpesvírus bovinos tipos 1 (BoHV-1) e 5 (BoHV-5) como amostras de desafio. Soros bovinos (n=810) foram coletados de duas regiões geográficas distintas e testados frente a amostras do tipo 1 (BoHV-1.1: amostras "Los Angeles" e "EVI123/98", BoHV-1.2a: amostra "SV265/96") e três amostras do tipo 5 (BoHV-5a: "EVI88/95"; BoHV-5b: "A663" e BoHV-5c "ISO97/95"). Os testes de SN foram realizados com incubação de 1 hora a 37ºC da mistura soro-vírus, frente a 100 doses infectantes para 50 por cento dos cultivos celulares (DICC50) de cada um dos vírus. A sensibilidade da SN variou grandemente em função do vírus utilizado no teste. A maior sensibilidade (327 soros positivos/810 soros testados; 40.37 por cento) foi alcançada quando os resultados positivos frente aos seis diferentes vírus foram somados. Nenhuma associação foi detectada entre determinado tipo/subtipo de vírus e a sensibilidade do teste. Quando resultados positivos frente a cada vírus foram considerados isoladamente, a sensibilidade da SN variou entre 41,7 por cento a 81,7 por cento, dependendo do vírus de desafio e da região geográfica de origem das amostras de soro. Variação foi detectada mesmo quando as amostras de desafio pertenciam a um mesmo subtipo; a discrepância entre os resultados positivos atingiu até 41 por cento. Estes resultados indicam que testes de SN contra amostras isoladas de vírus podem apresentar uma sensibilidade notadamente baixa; o emprego de diferentes amostras de vírus de desafio pode aumentar consideravelmente a sensibilidade da prova. Além disso, a escolha da amostra de vírus para a realização do teste é crítica. Outro achado importante é que sorors de diferentes regiões geográficas podem dar resultados discordantes frente a diferentes amostras de BoHV-1 e BoHV-5. Estes achados são particularmente relevantes para programas de controle destas infecções e para o comércio internacional, onde a sensibilidade deve ser maximizada.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1