Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Perfil de sensibilidade antimicrobiana e detecção do gene ISS pela reação em cadeia da polimerase na tipificação de Escherichia coli patogênica em codornas de corte sob inspeção sanitária / Profile of antimicrobial resistance and detection of iss gene by the polymerase chain reaction in the typification of pathogenic Escherichia coli in meat type quails under sanitary inspection

Abreu, Dayse Lima da Costa; Franco, Robson Maia; Nascimento, Elmiro Rosendo do; Pereira, Virginia Léo de Almeida; Alves, Fernanda Martinez Xavier; Almeida, Juliana Ferreira de.
Pesqui. vet. bras; 30(5): 406-410, 2010. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-14299

Resumo

A patogenicidade das cepas de Escherichia coli está relacionada à expressão de fatores de virulência encontrados em elementos genéticos denominados plasmídios. O patotipo APEC, responsável por diferentes tipos de doenças em aves, pode apresentar o gene iss que aumenta a resistência das cepas de E. coli aos efeitos líticos do soro, além da resistência a diversos antimicrobianos. Este estudo foi conduzido para detectar E. coli em traquéias de codornas destinadas ao abate e avaliar, pela presença do gene iss e o perfil de susceptibilidade antimicrobiana, o potencial patogênico para aves e humanos dos isolados obtidos. Foram coletadas 180 traquéias de codornas para detecção de E. coli, determinação do perfil de resistência a agentes antimicrobianos e posterior detecção, por reação em cadeia da polimerase (PCR), do gene iss. Das traquéias analisadas, 8,9 por cento (16/180) foram positivas para E. coli, sendo obtidos 20 isolados deste agente. A maioria dos isolados foi resistente à Tetraciclina (16/20), seguida pela Ceftazidima (13/20) e Ácido Nalidíxico (12/20), sendo apenas um resistente à Amoxicilina. A detecção do gene iss ocorreu em 55 por cento (11/20) dos isolados. A presença do gene iss e a resistência a múltiplos antimicrobianos dos isolados obtidos neste estudo pode indicar um possível potencial patogênico das cepas de E. coli tanto para codornas quanto para outros tipos de aves e animais e mesmo para o ser humano que fique em contato com as mesmas.(AU)
The pathogenicity of Escherichia coli strains is partially related to the expression of virulence factors genes, present in genetic elements called plasmids. APEC strains responsible for diseases in birds may present the iss gene which increases the resistance of E. coli strains to the lityc effect of the host's serum, besides resistance to several antimicrobials. This study was conduced in order to detect E. coli in tracheae of meat-type quails and to evaluate, by the presence of the iss gene and the profile of antimicrobial susceptibility, the pathogenic potential of the isolated samples for birds and humans. One hundred and eighty tracheae of quails were collected for detection of E. coli, antimicrobial sensitivity tests, and for polymerase chain reaction (PCR), for detection of iss gene. From the examined quails, 8.9 percent (16/180) were positive for E. coli, from which 20 strains of this bacterium were obtained. Most of them were resistant to Tetracycline (16/20), followed by Ceftadizime (13/20) and Nalidixic-acid (12/20) and only one isolate was resistant to Amoxicillin. The detection of iss gene occurred in 55 percent (11/20) of the isolates, indicating that these strains had the potential to be pathogenic not only for quails, but also for other kinds of birds, other animals and even human beings that would be in contact with these E. coli isolates.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1