Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Transplantes gonodais: estado da arte / Gonadal transplantation: state of the art

Bezerra, Marcelo barbosa; Carmo, Nayara Almeida do; Macedo, Michelly Fernandes de.
Ci. Anim.; 22(1): 325-338, 2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-14386

Resumo

As técnicas de transplante para finalidades reprodutivas estão sendo utilizadas com destaque devido ao potencial aproveitamento de gônadas para o fornecimento de gametas. Desse modo, o aperfeiçoamento destas tecnologias é de interesse econômico, ecológico e até mesmo para o estudo de fisiologia reprodutiva. Em geral, os transplantes podem ser considerados em função do local em que a gônada será depositada e a relação doador-receptor em autotransplante (quando doador e receptor são o mesmo indivíduo), isotransplante (quando doador e receptor são geneticamente idênticos), alotransplante (entre indivíduos de mesma espécie e compatíveis) ou o xenotransplante (entre indivíduos de espécies diferentes). A escolha de um doador e receptor obedece ao objetivo e a aplicação desejada. No caso de gônadas, em qualquer que seja situação o objetivo principal é a manutenção da atividade endócrina e exócrina da gônada envolvida, ou seja, para a produção de hormônios e de gametas. Verifica-se que o autotransplante é uma técnica bastante usual para o aproveitamento de ovários, que as técnicas de isotransplante e alotransplante necessitam de maiores estudos em animais domésticos como modelos experimentais e que o xenotransplante vem desempenhando crescente interesse da comunidade científica com produção de crias viáveis tanto derivadas de ovários quanto de testículos, sendo necessária a realização de mais estudos no país.(AU)
Transplantation techniques for breeding purposes are especially used due the potential of the gonads to provide gametes. Thus, the improvement of these technologies is of interest to economic, ecological and even for the study of reproductive physiology. In general, the transplantation can be defined depending on the site where the gonad will be grafted and in donor-recipient relationship as: autotransplantation (when donor and recipient are the same individual), isotransplantation (between donor and recipient genetically identical), allotransplantation (between individuals of the same species and compatible) or xenotransplantation (between individuals of different species). The choice of a donor and recipient is depending of purpose and desired application. In the case of the gonads, in whatever situation the main objective is the maintenance of exocrine and endocrine activity of the gonad, ie for the production of hormones and gametes. We verified that the autotransplantation technique is quite usual for the use of ovaries, the isotransplantation and allotransplantation techniques needs for further studies in domestic animals such as experimental models and the xenotransplantation plays a increasing interest in the scientific community to produce viable offspring derived from both ovaries and testicles, and more studies should be conducted in the country.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1