Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Análise microbiológica de salame tipo alemão vendido em feiras-livres / Microbiological analysis of german salami sold in free markets

Vargas, Bianca Lauguer; Destri, Kelli; Bairros, Jaqueline Valle; Ribeiro, Gladis Aver; Lund, Rafael Guerra; Nascente, Patrícia da Silva.
Hig. alim.; 23(174/175): 105-109, jul.-ago. 2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-14422

Resumo

Os alimentos são passíveis de contaminação por diferentes agente etiológicos, tanto microrganismo como suas toxinas. O presente estudo objetivou analisar microbiologicamente amostras de salames do tipo alemão produzidos artesanalmente e comercializados nas feiras livres da cidade de Pelotas, RS, Brasil. Esta cidade conta com 12 feiras livres cadastradas na Prefeitura e distribuídas em diferentes locais sendo que a realização de cada uma ocorre semanalmente. Os salames foram adquiridos aleatoriamente em cada uma das feiras e a análise microbiológica foi realizada no Laboratório de Microbiologia do Instituto de Biologia da UFPel, sendo a metodologia realizada conforme legislação em vigor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária –ANVISA. O alimento foi encontrado em dez (83,3%) feiras, totalizando dez amostras. Após a análise, observou-se que em somente uma (10%) amostra isolou-se Staphylococcus coagulase positiva. Quanto à Salmonella sp. e Coliformes a 45ºC não houve isolamento em nenhuma amostra. Esta análise microbiológica demonstrou que as amostras de salame “alemão” comercializadas nas feiras livres de Pelotas estão livres de contaminação pelos microrganismos entéricos patogênicos Salmonella sp e Coliformes a 45ºC, o que representa um aspecto positivo para este comércio. Entretanto, a presença de Staphylococus coagulase positiva, em uma das amostras, evidencia risco de intoxicação alimentar.(AU)
Foods are susceptible to contamination for different etiologic agents, as microorganisms as their toxins. The aim of the present study was to evaluate microbiologically samples of homemade German-type salamis commercializedin free markets from the city of Pelotas, RS, Brazil. This city has 12free markets registered in the city counciland they are distributed in different places and happen weekly. The salamis were randomly acquired in each free market and the microbiological analysis was carried out in the Laboratory of Bacteriology from the Biology Institute at the UFPel, according to the present legislation of the Brazil's National Health Surveillance Agency (ANVISA).The food was found in ten (83,3%) free markets, totalizing ten samples. After the analysis, it was observed that just in one (10%) sample it was isolated coagulase-positive Staphylococcus. Regarding to Salmonella sp. and Coliforms at 45°C there was no isolating in any sample. This microbiological analysis demonstrated that the German-type salamis' samples sold in free markets of Pelotas are free of contamination by the enteric pathogens Salmonella sp. and Coliforms at 45°C, which represents a positive aspect for this commerce. Nevertheless, the presence of coagulase-positive Staphylococcus, in one of these samples, suggests the risk of food intoxication. (AU)
Biblioteca responsável: BR526.1
Localização: BR68.1