Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

First record of Dero (Aulophorus) bimagnasetus Harman (Oligochaeta) from Brazil and habitat characteristics / Primeiro registro de Dero (Aulophorus) bimagnasetus Harman (Oligochaeta) do Brasil e notas ecológicas

Campitelli-Ramos, R; Lucca, J V; Oliveira, L L D; Marchese, M R; Rocha, O.
Braz. j. biol; 74(2): 483-488, 5/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-14811

Resumo

Annelid worms represent a significant part of freshwater benthic communities worldwide and Oligochaeta is a particularly species-rich group. Dero (A) bimagnasetus (Naididae) previously found and described from a small marsh in Surinam in 1974, has now been found for the first time in Barra Lake, MG, Brazil. Due to the scarce biological data and absence of ecological information in the literature regarding this species we are presenting morphological information on the specimens obtained and the physical and chemical characteristics of the habitat they were found. This species occurred only in the littoral zone of Barra Lake, in muddy, low oxygen, low conductivity and low organic matter sediment. The four individuals collected ranged 3.17-4.15 mm total length; 0.25 - 0.26 mm body width and 0.16-0.21 mm3 total volume. Considering the present anthropic pressures on freshwater biota and fast biodiversity losses worldwide it is now recognized that attention must be paid to low abundance species and the urgency for preservation of their habitats.(AU)
Vermes anelídeos representam uma parte significativa das comunidades de água doce em todo o mundo e Oligochaeta é um grupo particularmente rico em espécies. Dero (A) bimagnasetus (Naididae) havia sido encontrado e descrito em um pequeno pântano no Suriname em 1974, e agora também coletado na lagoa Barra, MG, Brasil. Devido ao baixo número de espécimes coletados e à ausência de informações ecológicas sobre esta espécie, estamos apresentando informações sobre a morfometria dos espécimes obtidos e as características físicas e químicas de seu habitat. Esta espécie ocorreu apenas na região litorânea da lagoa da Barra, em sedimento lamacento e com pouca matéria orgânica, baixa concentração de oxigênio e baixa condutividade elétrica na água. Os quatro indivíduos encontrados tiveram 3,17-4,15 mm de comprimento total; 0,25-0,26 mm de largura e 0,16-0,21 mm3 de biovolume. Considerando as atuais pressões antrópicas sobre a biota de água doce e as rápidas perdas de biodiversidade em todo o mundo, é agora reconhecido que muita atenção deve ser dada às espécies pouco abundantes e que é urgentemente necessário preservar seus habitats.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1