Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Influence of sanitary inspection on the physicochemical quality of coalho cheese / Influência da inspeção sanitária na qualidade físico-química do queijo de coalho

Abrantes, Maria Rociene; Campêlo, Maria Carla da Silva; Freire, Débora Alves de Carvalho; de Assis, Ana Paula Pinheiro; Lima, Patrícia de Oliveira; Silva, Jean Berg Alves da.
Acta Vet. bras.; 14(2): 36-40, jun. 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15201

Resumo

This study aimed to evaluate the influence of sanitary inspection on the physicochemical characteristics, colour and texture of coalho cheese commercialised in the semiarid region of Brazil. One hundred and thirty-eight coalho cheese samples from commercial establishments in 46 Brazilian cities were evaluated, and physicochemical analyses (acidity, moisture, fat content, pH and ashes), as well as colour and texture tests were performed. The averages for the parameters in cheeses without the official sanitary inspection seal were 4,31, 0.34%, 50.34%, 55.9 and 4.83, for ash, relative acidity, moisture, fat content and pH and in samples with the official sanitary inspection seals we found values of 4,41, 0.32%, 51.51%, 55.37 and 4.92, for the same parameters, respectively. There was no difference in the colour and texture parameters, which for the samples with the official seal were 71.15, 1.43, 13.52 and 1.65; and for the ones without the official seal were 69.58, 1.50, 13.15 and 1.71 for L*, a*, b* and texture, respectively. The fact that the coalho cheese was commercialised with an official inspection seal did not influence the physicochemical, texture or colour analyses.(AU)
Com oobjetivo de avaliar a influência da inspeção sanitária nas características físico-químicas, cor e textura do queijo de coalho comercializado no semiárido do Brasil,138amostras de queijo de coalho de estabelecimentos comerciais de 46 cidades foram avaliadas quanto as análises físico-químicas (acidez, umidade, teor de gordura, pH e cinzas), além de testes de cor e textura. As médias dos parâmetros de queijos sem selo de inspeção sanitária oficial foram 4,31, 0,34%, 50,34%, 55,9 e 4,83, para cinzas, acidez relativa, umidade, teor de gordura e pH e nas amostras com selos sanitários oficiais encontraram valores de 4,41, 0,32%, 51,51%, 55,37 e 4,92, para os mesmos parâmetros, respectivamente. Não houve diferença nos parâmetros de cor e textura,as amostras com selo oficial apresentaram71,15, 1,43, 13,52 e 1,65; e as amostras sem o selo oficial foram 69,58, 1,50, 13,15 e 1,71 para L *, a *, b * e textura, respectivamente. Tanto os queijos com selo de inspeção quanto os sem inspeção apresentam grande variabulidade quanto aos caracteres físico-químicos, de cor e textura, não hvendo diferença entre os dois grupos, comprovando uma falta de padronização na produção do queijo de coalho, evidenciando assim uma diferenciação individual que pode influencair na escolha do consumidor no momento da compra.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1