Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Serological prevalence of Toxoplasma gondii infection in cats (Belém, Pará, Brazil) / Prevalência sorológica de infecção por Toxoplasma gondii em gatos (Belém, Pará, Brasil)

Rocha, Katarine de Souza; Lima, Michele de Souza; Monteiro, Thamillys Rayssa Marques; Honorio, Betsy Emely Tavares; Pinho, Ana Paula Vilhena Beckman; Paz, Giselle Souza da; Scofield, Alessandra; Cavalcante, Gustavo Góes; Magalhães-Matos, Paulo Cesar; Sampaio Junior, Francisco Dantas; Abel, Isis; Langoni, Helio; Moraes, Carla Cristina Guimarães de.
R. bras. Parasitol. Vet.; 29(2): e022719, 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15242

Resumo

We evaluated the prevalence of anti-Toxoplasma gondii antibodies in the serum samples collected from domestic cats in Belém, Pará, Brazil. We also correlated the presence of T. gondii antibodies with environmental variables and cat-owner habits. Four-hundred and forty-seven serum samples from domestic cats were analyzed. The sera were tested using an indirect immunofluorescence assay. Among the animals analyzed, 21.92% (98/447) were seropositive. A statistically significant association was found in relation to age and serology among the animals over 1 year old (p<0.01): in the group up to 1 year old, 12.82% (20/156) of the animals were positive, and in the group over 1 year old, 26.80% (78/291) were positive. Our results show that the cats in Belém, Pará region have anti-T. gondii antibodies, and their owners are not aware of toxoplasmosis or how to prevent its transmission.(AU)
Foi avaliada a prevalência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em amostras de soro, coletadas de gatos domésticos, em Belém, Pará, Brasil. Também correlacionou-se a presença de anticorpos contra T. gondii com variáveis ambientais e hábitos de proprietários. Quatrocentas e quarenta e sete amostras de soro de gatos domésticos foram analisadas. Os soros foram testados por ensaio de imunofluorescência indireta, e as amostras de fezes foram analisadas por meio de reação em cadeia da polimerase. Entre os animais analisados, 21,92% (98/447) foram soropositivos. Foi encontrada associação estatística significante em relação à idade e à sorologia entre os animais acima de 1 ano (p <0,01): no grupo de até 1 ano, 12,82% (20/156) dos animais positivos e, no grupo acima de 1 ano, 26,80% (78/291) positivos. Os resultados mostram que os gatos daquela região possuem anticorpos anti-T. gondii, e seus donos não estão cientes da toxoplasmose ou de como evitar sua transmissão.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1