Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Dietary Brazilian red pepper essential oil on pork meat quality and lipid oxidation / Óleo essencial de aroeira na qualidade da carne suína e oxidação lipídica

Gois, Franz Dias; Sbardella, Maicon; Lima, Cristiane Bovi de; Migotto, Dannielle Leonardi; Cairo, Pedro Leon Gomes; Garbossa, Cesar Augusto Pospissil; Racanicci, Aline Mondini Calil; Costa, Leandro Batista.
Ci. Rural; 47(2): 1-7, 2017. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15343

Resumo

The purpose of this study was to evaluate the effects of feeding pigs with diets containing increasing levels of Brazilian red pepper essential oil ( Schinus terebinthifolius Raddi) on the physical attributes, fatty acid profile and oxidative stability of precooked meat. Seventy-two weanling pigs (5.7±0.8kg) were allotted in a completely randomized block design experiment with four treatments, six replicates per treatment, and three animals per experimental unit (pen). Animals were fed with a basal diet supplemented with 0, 500, 1,000, or 1,500mg kg-1 Brazilian red pepper essential oil during the 35-d experimental period. At the end of the experiment, one animal per experimental unit (16.4±2.2kg) was slaughtered to sample Longissimus dorsi muscle for analysis. Dietary supplementation of Brazilian red pepper had no effect (P>0.05) on pork meat color, pH, cooking loss and shear force. Inclusion of essential oil in the diet provided a linear increase (P<0.05) of the saturated fatty acids content of L. dorsi, especially myristic (C14:0) and stearic (C18:0) fatty acids. Utilization of essential oil in pig diets reduced significantly the production of secondary lipid oxidation compounds measured as TBARS in raw pork meat (P<0.001) and immediately after cooking (P<0.001). However, during 8-d storage assay, the addition of essential oil in the diet did not protect pork meat lipids from oxidation. Therefore, Brazilian red pepper added to pig diets increased the saturated fatty acids content and reduced lipid oxidation in fresh meat and short-term heat treatment without affecting pork meat physical attributes. (AU)
O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da adição do óleo essencial de aroeira ( Schinus terebinthifolius Raddi) na dieta de suínos sobre as características físicas, composição química e oxidação lipídica da carne. Setenta e dois leitões recém-desmamados (5,7±0,8kg) foram utilizados em um experimento em blocos completos casualizados com quatro tratamentos, seis repetições por tratamento e três animais por unidade experimental (baia). Os animais foram alimentados com uma dieta basal suplementada com 0, 500, 1,000 ou 1,500mg kg-1 de óleo essencial de aroeira durante 35 dias. Ao final do experimento, um animal por unidade experimental (16,4±2,2kg) foi abatido para coleta do músculo Longissimus dorsi para fim de análises. Não houve efeito (P>0,05) do óleo essencial de aroeira sobre cor, pH, perda de peso por cozimento e força de cisalhamento. A inclusão de níveis crescentes do óleo essencial de aroeira na dieta aumentou linearmente (P<0,05) o conteúdo de ácidos graxos saturados do músculo dos suínos, principalmente, as concentrações de mirístico (C14:0) e esteárico (C18:0). Para as análises de TBARS, a inclusão de óleo essencial de aroeira reduziu, significativamente, a produção de compostos secundários da oxidação lipídica nas amostras de carne crua (P<0,001) e imediatamente após o cozimento (P<0,001). Entretanto, durante oito dias de armazenamento refrigerado, a adição do óleo essencial de aroeira não protegeu eficientemente (P>0,05) os lipídios da oxidação. Portanto, o óleo essencial de aroeira, adicionado às dietas para suínos, aumentou o conteúdo de ácidos graxos saturados e reduziu a oxidação lipídica na carne fresca e logo após cozimento, sem ocorrer efeitos sobre os parâmetros físicos da carne. (AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1