Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Microbiological quality of UHT goat milk: research of bacteria Staphylococcus, Bacillus and Clostridium genus / Qualidade microbiológica de leite UHT caprino: pesquisa de bactérias dos gêneros Staphylococcus, Bacillus e Clostridium

Vittori, Juliano; Pablo Schocken-Iturrino, Rubén; Luiza Poiatti, Maria; Peters Pigatto, Caroline; Priscila Chioda, Tammy; Augusto Martins Ribeiro, César; Rojas Garcia, Gisela; Valim Ferreira Ragazani, Adriana.
Ci. Rural; 38(3): 761-765, 2008.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-15429

Resumo

The aim of this study was to evaluate the microbiological quality of UHT (Ultra High Tempereture) goat milk. Microbiological analysis was used for detection and isolation of the genera Staphylococcus sp., Bacillus sp. and Clostridium sp. in one hundred of samples from different regions of the country. All genera mentioned, excepting Clostridium sp., have been found in the analyzed samples. The mesophilic bacteria were positive in 21% of samples. Bacillus sp. and Staphylococcus sp. were isolated in 32% and 36% of the analysed samples respectivelly . The mean of Staphylococcus sp. were of 5,21x10¹CFU mL-1. Meanwhile for Bacillus sp. were 4,87x10¹CFU mL-1. The results suggest that thermal process UHT used in these samples was not enough to destroy the microorganisms. This information is important to warn Public Health authorities about the potential risks of these food-poisoning microorganisms. Effective improvement of programs is necessary to control and prevent these agents therefore improving milk quality.
Com o objetivo de avaliar a qualidade microbiológica do leite UHT caprino, 100 amostras provenientes das regiões Sul e Sudeste do país foram analisadas através do isolamento e da identificação de bactérias do gênero Staphylococcus sp., Bacillus sp. e Clostridium sp.. Com exceção do Clostridium sp., todos os gêneros estudados foram isolados. A presença de bactérias mesofílicas foi positiva em 21% das amostras. Bacillus sp. e Staphylococcus sp. foram isoladas em 32% e 36% das amostras analisadas respectivamente. As contagens de Staphylococcus sp. foram em média de 5,21x10¹UFC mL-1, enquanto que para Bacillus sp. foi de 4,87x10¹UFC mL-1. Os resultados encontrados sugerem que o processo térmico UHT utilizado nas amostras de leite não foi suficiente para destruir os microrganismos. Os resultados servem de alerta às autoridades responsáveis pela saúde pública para o risco potencial de determinadas bactérias produtoras de toxinas causarem intoxicação alimentar. Estes dados ressaltam a importância da criação de programas efetivos de controle e prevenção destes agentes desde a obtenção do leite até seu beneficiamento.
Biblioteca responsável: BR68.1