Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Habitat use by Atherinella brasiliensis (Quoy & Gaimard, 1825) in intertidal zones of a subtropical estuary, Brazil / Uso do habitat por Atherinella brasiliensis (Quoy & Gaimard, 1825) nas regiões intertidais de um estuário subtropical, Brasil

Carvalho, Barbara Maichak de; Spach, Henry Louis.
Acta Sci. Biol. Sci.; 37(2): l1847, abr.-jun. 2015. mapas, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15564

Resumo

Habitat use is different along the ontogenetic development of some species and may be influenced by environmental parameters. This study described the interaction of Atherinella brasiliensis caught in intertidal areas of the Paranaguá Estuarine Complex with environmental parameters. We caught 10024 individuals between August 2010 and July 2011, with total mean length of 44.32 mm (SD ± 25.37 mm), variation range between 12 and 142 mm, and weight between 0.01 and 73 g, averaging 1.35 g (SD ± 2.66 g) and ages estimated between 1 and 22 months. Significant differences were detected between sectors and periods for number of individuals and weight at capture, with higher mean values in the mean sector during the rainy period. The spatial and temporal distribution of ages was statistically different, individuals between 1 and 3 months were more abundant in the sector 2 during the rainy period, and individuals older than 7 months were evenly distributed throughout the sampling area, and with higher mean abundance at the beginning and end of the dry period. Environmental variables that most influenced the distribution of age classes were temperature and salinity.(AU)
O uso do habitat é diferenciado ao longo do desenvolvimento ontogenético em algumas espécies, podendo ser influenciado pelos parâmetros ambientais. O presente estudo descreve a interação da Atherinella brasiliensis capturada nas regiões intertidais do Complexo Estuarino de Paranaguá (CEP) com os parâmetros ambientais deste ambiente. Foram capturados 10024 indivíduos entre agosto de 2010 e julho de 2011, com comprimento total médio de 44,32 mm (DP = ± 25,37 mm), amplitude de variação entre 12 e 142 mm, e pesos entre 0,01 e 73 g, com média de 1,35g (DP = ± 2,66 g) e idades estimadas entre < 1 e 22 meses. Foram evidenciadas diferenças significativas entre setores e estações do ano no número de indivíduos e peso da captura, com maiores médias no setor mediano e na estação chuvosa. Diferenças estatísticas foram observadas na distribuição espaço-temporal das idades, com os indivíduos entre < 1 e 3 meses em média mais abundantes no setor 2 e período chuvoso, e os com indivíduos com idades acima de 7 meses igualmente distribuídos em toda a área amostral e com maior abundância média no início e final da seca. As variáveis ambientais que mais influenciaram na distribuição das classes etárias foram a temperatura e a salinidade.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1