Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Comparative leukocyte morphometric analysis between endemic Anurans from Brazil and the invasive species Lithobates catesbeianus / Análise morfométrica comparada entre Anuros endêmicos do Brasil e a espécie invasora Lithobates catesbeianus

Silva, Stephanie Moira Rodrigues e; Ewbank, Ana Carolina; Strefezzi, Ricardo de Francisco; Alvarado, Gilbert; Sacristan, Carlos; Paula, Cátia Dejuste de; Catão-Dias, José Luiz.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 54(2): 159-167, 2017. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15645

Resumo

Amphibians are potentially reliable and efficient bioindicators. Existing anuran white blood cell morphology studies are limited, with only a few morphometric studies available. We employed morphometric techniques to characterize leukocytes of selected Neotropical anurans from Brazil and compare our findings with the exotic American Bullfrog (Lithobates catesbeianus), genus Ranidae. We compared blood smears of 28 specimens from six different genera (Hyla, Phyllomedusa, Hypsiboas, Scinax, Physalaemus, and Proceratophrys) with samples from L. catesbeianus. Leukocyte average diameter was calculated by an image analysis software. One-way analyses of variance and Bonferroni tests were used on statistical analyses. Lymphocytes, neutrophils, eosinophils, and basophils were significantly smaller than the reference ranges reported for other amphibian genera, including Lithobathes, whereas monocyte diameters did not differ significantly between genera. This is the first study to evaluate leukocyte morphometrics of Brazilian anuran species. Our findings suggest that geographical separation could possibly influence leukocyte morphometry.(AU)
Anfíbios são indicadores ambientais potencialmente confiáveis e eficientes. Estudos referentes à morfologia de leucócitos de anuros são limitados, com poucos estudos morfométricos disponíveis em literatura. O presente estudo empregou técnicas morfométricas para caracterizar leucócitos de anuros Neotropicais brasileiros selecionados e compará-los com a espécie exótica rã-touro (Lithobates catesbeianus), família Ranidae. Esfregaços sanguíneos de 28 espécimes pertencentes a seis gêneros diferentes (Hyla, Phyllomedusa, Hypsiboas, Scinax, Physalaemus e Proceratophrys) foram comparados com amostras de esfregaços de L. catesbeianus. A média do diâmetro dos leucócitos foi calculada por um software de análise de imagens. One-way e teste de Bonferroni foram utilizados para avaliação estatística. Linfócitos, neutrófilos, eosinófilos e basófilos mostraram-se significativamente menores que os valores de referência reportados em outros gêneros de anfíbios, incluindo Lithobathes; por outro lado, a média do diâmetro dos monócitos não demonstrou variação significativa entre os gêneros. Esse é o primeiro estudo de avaliação morfométrica de leucócitos em espécies de anuros brasileiros. Nossos resultados sugerem que a separação geográfica possivelmente influencia a morfometria leucocitária.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1