Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Use of polyclonal antibodies, electron microscopy and histopathology to detect iridovirus-like particles in bullfrogs / Uso de anticorpos policlonais, microscopia eletrônica e histologia para detecção de partículas semelhantes ao iridovírus em rãs-touro

Neves, Pedro Verdan; Catroxo, Márcia Helena; Hipolito, Marcio; Oliveira, Cinthia Rodrigues de; Ferreira, Cláudia Maris.
B. Inst. Pesca; 42(3): 523-531, jul./set. 2016. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15714

Resumo

Iridoviruses of the Ranavirus genus have been implicated in the decline in amphibians worldwide, capable of affecting animals both in the wild and in captivity. This study aimed to detect iridovirus-like particles from three frog farms in southeastern Brazil using primary polyclonal antibodies, transmission electron microscopy (TEM) and histologic findings. The target organs were liver and kidneys. Sixty adults and sixty tadpoles of bullfrogs (Lithobates catesbeianus) were used in the study. TEM revealed the presence of iridovirus-like particles in hepatic tissue using the negative staining technique. Positive results were also observed by immunoelectron microscopy and immunocytochemistry (ICC). The histological analysis of the samples showed liver hemorrhage and corpuscles inclusion in hepatocytes as well as glomerulotubular degeneration and necrosis in the kidneys. The methods used in this study were highly efficient to detect the presence of iridovirus-like particles and possible infection of ranavirus.(AU)
Os iridovirus do gênero Ranavirus têm sido implicados no declínio dos anfíbios em todo o mundo afetando animais de vida livre e aqueles em cativeiro. O objetivo deste estudo foi detectar a presença de partículas semelhantes ao iridovírus em três ranários na região sudeste do Brasil, utilizando anticorpos policlonais primários, microscopia eletrônica de transmissão (MET) e achados histológicos. Os órgãos alvo foram o fígado e os rins. Sessenta rãs-touro adultas (Lithobates catesbeianus) e sessenta girinos da mesma espécie foram usados para o estudo. A MET revelou a presença de partículas semelhantes ao iridovírus em tecido hepático utilizando a técnica de contrastação negativa. Os resultados positivos foram também observados por imunomicroscopia eletrônica e imunocitoquímica. As análises histológicas nas mesmas amostras evidenciaram hemorragia no fígado e corpúsculos de inclusão em hepatócitos, e degeneração glomerulotubular e necrose nos rins. Os métodos usados neste estudo foram altamente eficientes na detecção de partículas semelhantes ao iridovírus e possivel infecção por ranavirus.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1