Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Pregnancy rates in dairy cows after the use of hormonal protocols of timed artificial insemination / Taxa de prenhez em vacas de leite após uso de protocolos hormonais de inseminação artificial em tempo fixo

Almeida, Ítalo Câmara de; Gomes, Tiago Botelho; Pinho, Mateus Moreira de; Siqueira, João Gomes de; Sena, Larissa Marchiori; Fontes, Carlos Augusto de Alencar.
R. bras. Ci. Vet.; 23(1/2): 99-103, jan./jun. 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-15938

Resumo

This study aimed to compare the efficiency and the cost of three protocols of timed artificial insemination (TAI) in dairy cows reared in extensive production system in the North and Northwest Fluminense regions. They used 162 crossbred cows Bos taurus taurus x Bos taurus indicus, otherwise healthy, previously assessed by ultrasound examination. It used commercial semen from different bulls properly tested in insemination centers. The cows received implants intravaginal progesterone and were submitted to the protocols: BE (n = 108) - estradiol benzoate; GnRH (n = 22) - estradiol benzoate and gonadotropin-releasing hormone (GnRH); and eCG (n = 32) - estradiol benzoate, GnRH and equine chorionic gonadotropin (eCG). After 45 days of TAI was performed ultrasound examination for the detection of pregnancy. Data were analyzed using the chi-square test. The cows submitted to BE protocols, GnRH and eCG obtained the pregnancy rates 42.6%, 45.5% and 68.8% respectively. The protocol showed lower economic cost was the BE, followed by eCG and last GnRH. The use of the TAI in the region can be a viable alternative to increase the reproductive rates in cattle herds, especially with the use of hormonal protocols that have in their composition eCG that, according to this study showed satisfactory pregnant rates and average economic cost.(AU)
O presente estudo objetivou comparar a eficiência e o custo de três protocolos de inseminação artificial em tempo fixo (IATF), em vacas leiteiras, criadas em sistema extensivo de produção nas regiões Norte e Noroeste Fluminense. Foram utilizadas 162 vacas mestiças Bos taurus taurus x Bos taurus indicus, hígidas, avaliadas previamente por exame de ultrassonografia. Foi utilizado sêmen comercial de diferentes touros devidamente testados nas centrais de inseminação. As vacas receberam implantes intravaginais de progesterona e foram submetidas aos protocolos: BE (n = 108) - benzoato de estradiol; GnRH (n = 22) - benzoato de estradiol e hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH); e eCG (n= 32) - benzoato de estradiol, GnRH e gonadotrofina coriônica equina (eCG). Decorridos 45 dias da IATF foi realizado exame de ultrassonografia para a detecção da gestação. Os dados foram analisados por meio do teste de qui-quadrado. As vacas submetidas aos protocolos BE, GnRH e eCG obtiveram os índices de prenhez 42,6%, 45,5% e 68,8% respectivamente. O protocolo que apresentou menor custo econômico foi o BE, seguido do eCG e por último o GnRH. O uso da IATF na região pode ser alternativa viável para incrementar os índices reprodutivos em rebanhos bovinos, sobretudo com uso de protocolos hormonais que tenham em sua composição a eCG que, segundo o presente estudo, apresentaram índices de prenhes satisfatórios e custo econômico mediano.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1