Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Evaluation of intravaginal progesterone device, in until three uses, in fixed-time artificial insemination in Bos indicus females / Avaliação de diferentes doses de eCG na ressincronização da ovulação em vacas nelore lactantes submetidas à IATF

Medalha, Adriana Gonçalves; Souza, Maria Inês Lenz; Souza, Albert Schiaveto de; Sá Filho, Ocilon Gomes; Queiroz, Vanessa Lopes Dias; Costa Filho, Luiz Carlos César da.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 16(2): 449-457, abr.-jun. 2015. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-16537

Resumo

The aim was to evaluate the use of eCG in resynchronization (RS) in lactating Nelore cows, understand the interaction between dose, presence or absence of estrus, presence or absence of the corpus luteum (CL) and pregnancy rate. Were used 775 cows in first TAI and that not pregnant (449) were resynchronized 30 days after. Ultrasound (US) to observe the presence or absence of CL was performed before first TAI and when the RS. On day 0 (D0) an intravaginal device (IVD) with 1 g of progesterone and intramuscular (IM) 2 mg estradiol benzoate was administered. On D8 devices were removed and applied IM 1mg estradiol cypionate; 0.53mg of sodium cloprostenol, Group - 0 (G0) didn´t received eCG, G200 received 200 IU and G300 300 IU. Estrus was observed and insemination (AI) performed 48 hours after the removal of the IVD. US was performed 30 days after AI. The treatments didn´t affect the occurrence of pregnancy in estrus. In cows that didn´t show estrus, there´s no difference in the occurrence of pregnancy between the G200 and G300 but with G0. The cumulative pregnancy rate after 40 days of the breeding season was (77.54%). The cumulative pregnancy rate in 40 days enables the RS as a way to optimize reproductive management on beef cattle farms.(AU)
O objetivo foi avaliar o uso da eCG na ressincronização (RS) em vacas Nelore lactantes, conhecer a interação entre dose, presença ou não de cio, presença ou não do corpo lúteo (CL) e taxa de prenhez. Foram utilizadas 775 vacas na 1ª IATF e as vazias (449) foram ressincronizadas após 30 dias. Realizou-se exame ultrassongráfico (US) antes da primeira IATF e no momento da RS para observar a presença ou não do CL. No dia 0 (D0) foi inserido dispositivo intravaginal (DIV) com 1 g de progesterona e aplicação intramuscular (IM) de 2mg de Benzoato de Estradiol. No D8 o DIV foi retirado, aplicado IM 1mg de cipionato de estradiol e 0,53mg de cloprostenol sódico. No D8 o Grupo-0 (G0) não recebeu aplicação de eCG, o G200 recebeu 200 UI e o G300 300 UI. Foi observado cio entre a retirada do DIV e a IATF. Todas as vacas foram inseminadas 48 horas após a retirada do DIV. O US foi realizado 30 dias após a IATF. Os tratamentos não alteraram a ocorrência de prenhez nas que apresentaram cio. Nas vacas que não apresentaram cio, não existe houve diferença na ocorrência de prenhez entre o G200 e o G300, mas sim com o controle. A taxa acumulada de prenhez após 40 dias da estação de monta foi de 77,54%. A taxa acumulada de prenhez em 40 dias viabiliza a RS como uma forma de otimizar o manejo reprodutivo nas fazendas de corte.Palavras chave: eCG; estação de monta; IATF; pós-parto; ressincronização(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1