Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Dry matter production and nutritive value of Tifton 85 hay fertilized with nitrogen and harvested at 35 days / Produção de matéria seca e valor nutritivo do feno do tifton 85 adubado com nitrogênio e colhido com 35 dias

Taffarel, Loreno Egídio; Mesquita, Eduardo Eustáquio; Castagnara, Deise Dalazen; Oliveira, Paulo Sérgio Rabello de; Oliveira, Newton Tavares Escocard de; Galbeiro, Sandra; Costa, Patrícia Barcellos.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 15(3): 544-560, jul.-set. 2014. graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-16687

Resumo

This study aimed to evaluate the stages of production of Tifton 85 hay fertilized with five rates of nitrogen after each cutting in the form of urea in coverage. The dehydration of the first harvest took place for six days in a shed due to weather conditions and the dehydration of the second harvest occurred in the field during two days. The experimental design was a randomized block design with split plot, and the plots (5m x 3m) were the doses of nitrogen (0, 25, 50, 75 and 100kg ha-1 crop-1) and the subplots steps hay production (cutting, baling, and storage). The nitrogen increased the height and dry matter production per hectare, the crude protein (CP) and acid detergent insoluble protein (PIDA) and neutral (NDIP). The drying in a shed for six days was insufficient for the material to reach 850g kg-1 DM at the time of baling. Between the stages of cut and 30 days of storage, the hay dehydrated in shed increased levels of neutral detergent fiber, detergent fiber acid, the PIDA, NDIP and lignin and decreased in 18.9% the CP levels. Ocurred a decrease in in vitro digestibility of dry matter (DM) in 32.72% between the step of cut and 30 days of storage for dry hay in the shed, while there was no significant change in IVDMD and CP for dry hay in two days in the field.(AU)
Objetivou-se avaliar as etapas de produção de feno de capim Tifton 85 adubado com cinco doses de nitrogênio após cada corte sob a forma de ureia em cobertura. A desidratação da primeira colheita ocorreu durante seis dias em galpão, em função das condições climáticas, e a desidratação da segunda colheita ocorreu a campo durante dois dias. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com parcelas subdivididas no tempo, sendo as parcelas (5m x 3m) as doses de nitrogênio (0; 25; 50; 75 e 100kg ha-1 colheita-1) e as subparcelas as etapas de produção de feno (corte, enfardamento e armazenamento). O nitrogênio aumentou a altura e produção de matéria seca por hectare, os teores de proteína bruta (PB) e de proteína insolúvel em detergente ácido (PIDA) e neutro (PIDN). A secagem em galpão durante seis dias foi insuficiente para que a forragem atingisse 850g kg-1 de MS no momento de enfardar. Entre a etapa de corte e 30 dias de armazenamento, o feno desidratado em galpão aumentou os teores de fibra em detergente neutro, de fibra em detergente de ácido, a PIDA, PIDN e a lignina e ocorreu um decréscimo de 18,9% nos teores de PB. Ocorreu redução da digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) em 32,72% entre a etapa de corte e 30 dias de armazenamento para o feno seco em galpão, enquanto que não houve alteração significativa na DIVMS e PB para o feno seco em dois dias a campo.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1