Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Manejo de reprodutores e controle da reprodução de peixes marinhos da costa brasileira / Broodstock management and control of reproduction in marine fishes of the Brazilian coast

Cerqueira, Vinicius Ronzani; Carvalho, Cristina Vaz Avelar De; Sanches, Eduardo Gomes; Passini, Gabriel; Baloi, Manecas; Rodrigues, Ricardo Vieira.
R. bras. Reprod. Anim.; 41(1): 94-102, Jan-Mar. 2017. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-17140

Resumo

No Brasil alguns peixes marinhos são criados desde o século XVII. Entretanto, o conhecimento sobre omanejo de reprodutores e o controle da reprodução é recente. As pesquisas sobre peixes marinhos brasileiroscomeçaram em 1979, com a tainha. Entretanto, não tiveram continuidade, de forma que se pudesse estabelecer acriação comercial da espécie. A partir de 1990 novas espécies passaram a ter o interesse de pesquisadoresbrasileiros, priorizando peixes carnívoros com alto valor de mercado. Este trabalho tem como objetivo destacar oconhecimento acumulado sobre algumas espécies (sardinha, tainha, robalo, garoupa e bijupirá), considerando suaimportância econômica e ambiental. São caracterizados aspectos do controle da reprodução, incluindo o manejode reprodutores, a indução hormonal de desova e o cuidado com ovos e larvas. Para a maioria das espécies sãoempregadas terapias hormonais para obtenção da desova, destacando-se o uso de análogo do LH-RH. No caso dobijupirá, as desovas podem ser espontâneas. As cinco espécies tem elevada fecundidade, mas ovos e larvas sãopequenos e frágeis, tornando a larvicultura um processo ainda custoso devido aos baixos índices desobrevivência. Contudo, apesar da necessidade de mais estudos, já se encontram à disposição do setor produtivotecnologias que permitem a produção em escala comercial de diversos peixes marinhos nativos.(AU)
In Brazil some marine fishes are being reared since the 17th century. However, knowledge aboutbroodstock management and control of reproduction is recent. Research on Brazilian marine fishes began in1979 with mullet. However, they were discontinued, so that the commercial rearing of this species could not beestablished. From 1990, new species became interesting to Brazilian researchers, giving priority to carnivorousfishes with high market value. The present paper aims to highlight the accumulated knowledge about somespecies (sardine, mullet, snook, grouper and cobia), considering its economic and environmental relevance.Some aspects of the control of reproduction, including broodstock management, hormonal induction ofspawning and about eggs and larvae care, are reviewed. For most species hormonal therapies are used toobtain spawning, especially using LH-RH analogues. In the case of cobia, spawnings can be spontaneous. Allspecies have high fecundity, but eggs and larvae are small and fragile, making larviculture a costly process dueto low survival rates. Despite the need for further studies, technologies that allow the commercial production ofseveral native marine fishes are already available to the productive sector.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1