Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Efeito da suplementação com colina protegida sobre parâmetros bioquímicos, produção e reprodução de vacas leiteiras no periparto / Effect of protected choline supplementation on biochemical parameters, production, and reproduction of dairy cows in peripartum

Aires, A. R; Rocha, X. R; Torbitz, V. D; Moresco, R; Sousa, R. S; Severo, S. L. S; Naibo, W; Sossanovicz, R. A; Pretto, A; Ortolani, E. L; Leal, M. L. R.
Arq. bras. med. vet. zootec; 68(6): 1573-1580, nov.-dez. 2016. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-17242

Resumo

Avaliou-se o efeito da suplementação com colina protegida sobre o perfil energético, as enzimas hepáticas e a reprodução de vacas leiteiras no periparto. Quinze vacas leiteiras foram divididas em dois grupos experimentais: oito receberam 80 gramas de colina protegida por 21 dias no pré-parto e por 40 dias no pós-parto e sete foram consideradas controle. Amostras de sangue foram coletadas nos dias 10, 20, 30 e 60 pós-parto para avaliação dos perfis energético e hepático. Aos 60 dias pós-parto, realizou-se exame ginecológico dos animais para avaliação da saúde reprodutiva. A suplementação com colina protegida não alterou os níveis de beta-hidroxibutirato (BHBA), ácidos graxos não esterificados (AGNE), frutosamina, fator de crescimento semelhante a glicose I (IGF-I), status oxidante total (TOS), aspartato aminotransferase (AST) e gamaglutamiltransferase (GGT) no pós-parto. Não houve diferença também quanto à produção de leite. Aos 60 dias pós-parto, vacas suplementadas com colina protegida apresentaram menor número de casos de endometrite que vacas do grupo controle. A suplementação de colina protegida não alterou o perfil bioquímico e a produção de leite, mas reduziu o número de casos de endometrite no pós-parto de vacas leiteiras.(AU)
The study aimed to evaluate the effect of supplementation with protected choline on the energy profile, liver enzymes and reproduction in dairy cows in peripartum. Fifteen cows were divided into two groups: 8 received 80 grams of protected choline for 21 days pre-partum and 40 days postpartum, and 7 were considered control. Blood samples were collected on days 10, 20, 30, and 60 postpartum to evaluate the energy and hepatic profiles. After 60 days postpartum a gynecological examination of animals for evaluation of reproductive health was done. The supplementation with choline protected did not alter the beta-hydroxybutyrate levels (BHBA), non-esterified fatty acids (NEFA), fructosamine, like growth factor glucose (IGF-I), total oxidant status (TOS), aspartate aminotransferase (AST) and glutamiltrasferase range (GGT) postpartum. There was no difference in milk production. After 60 days postpartum, cows fed protected choline had fewer cases of endometritis that cows in the control group. The protected choline supplementation did not alter the biochemical profile and milk production, but reduced the number of endometritis cases in postpartum dairy cows.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1