Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Esporotricose felina: um relato de caso de disseminação cutânea e sistêmica em gato negativo para FIV e FeLV / Feline sporotrichosis: a case report of cutaneous and systemic dissemination in cat negative for FIV and FeLV

Silva, Francine dos Santos da; Cunha, Simone Carvalho dos Santos; Moraes, Vanessa Araújo; Leite, Juliana da Silva; Ferreira, Ana Maria Reis.
R. bras. Ci. Vet.; 27(4): 183-187, 2020. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-17399

Resumo

A esporotricose é uma zoonose causada por fungos do gênero Sporothrix. Os gatos doentes têm importante potencial zoonótico e frequentemente revelam uma apresentação disseminada da doença. O objetivo deste relato de caso é descrever as características clínicas e anatomopatológicas de um caso de esporotricose felina refratária ao tratamento com apresentação clínica cutânea disseminada e sistêmica. Um felino macho de 3 anos de idade foi tratado para esporotricose com itraconazol e obteve resolução completa das lesões cutâneas. Porém, um ano após alta clínica, o animal apresentou aumento e ulceração da região nasal. Após cultura fúngica positiva para Sporothrix spp foi instituído tratamento com itraconazol 100mg associado ao iodeto de potássio 20mg por via oral diariamente e transcorrido 3 meses de tratamento, foi observada piora progressiva do sinais clínicos com disseminação de lesões para outras regiões do corpo. O animal foi submetido à eutanásia e encaminhado para necrópsia no Serviço de Anatomia Patológica da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense. Amostras da língua, pulmão, fígado, baço, rim, cérebro, linfonodo e pele foram coletadas para evidência de disseminação do agente fúngico e avaliação de alterações microscópicas. A coloração de metenamina de prata de Grocott foi utilizada para facilitar a visualização de leveduras sugestivas de Sporothrix spp(AU)
Sporotrichosis is a zoonosis caused by fungi of the genus Sporothrix. Sick cats have an significant zoonotic potential and often show a widespread presentation of the disease. The purpose of this case report is to describe the clinical and anatomopathological characteristics of a case of feline sporotrichosis refractory to treatment with disseminated and systemic cutaneous clinical presentation. A 3-year-old male feline was treated for sporotrichosis with itraconazole and achieved complete resolution of the skin lesions. However, one year after clinical discharge, the animal presented an increase and ulceration of the nasal region. After a positive fungal culture for Sporothrix spp, treatment with itraconazole 100mg associated with potassium iodide 20mg was instituted orally daily and after 3 months of treatment, a progressive worsening of the symptoms was observed with the spread of lesions to other regions of the body. The animal was euthanized and sent for necropsy at the Pathological Anatomy Service of the Veterinary Faculty of Universidade Federal Fluminense. Samples of the tongue, lung, liver, spleen, kidney, brain, lymph node, and skin were collected for evidence of spread of the fungal agent and evaluation of microscopic changes. Grocott silver methenamine staining was used to facilitate the visualization of yeasts suggestive of Sporothrix spp in histological sections. Yeasts were visualized in samples of skin, tongue, lymph node, kidney, liver, spleen, and brain. In the present report, the spread of Sporothrix spp to different organs signals the need for a thorough investigation of severe cases of feline sporotrichosis for the proper treatment.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1