Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Mineral profile of crossbred F 1 Holstein x Gyr dairy cows during the transition period in summer and winter / Perfil mineral de vacas F1 Holandês x Gir durante o período de transição no verão e inverno

Moreira, T. F; Facury Filho, E. J; Costa, A. L. B. S. A; Meneses, R. M; Casagrande, F. P; Leme, F. O. P; Uribe, J. A. Z; Carvalho, A. U.
Arq. bras. med. vet. zootec; 69(4): 1013-1020, jul.-ago. 2017. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-18009

Resumo

The transition period is often a great challenge for dairy cows and mineral imbalances are frequent. With the aim to better understand the mineral profile of F1 Holstein x Gyr dairy cows and their performances under the different conditions of summer and winter, we collected blood samples to measure calcium, magnesium and phosphorus. Samplings were performed during summer and winter, on 15 and 13 pluriparous F1 Holstein x Gyr dairy cows, respectively. Blood sampling started 4 weeks prior to the expected calving date until 30 days postpartum. The mean concentrations of all three minerals had a different pattern during the transition period in each season, representing the interaction time x season. Calcium concentration was lower in winter and more animals suffered from subclinical hypocalcemia (100%) then in summer (38.46%). Magnesium concentration was also lower in winter and 46.67% of animals had hypomagnesemia, contributing for the higher hypocalcemia frequency observed in the same season. A high proportion of animals had hyperphosphatemia what can represent an environmental problem and more attention should be given to it. The high frequency of animals with subclinical hypocalcemia is alarming once that can lead to greater consequences.(AU)
O período de transição é uma fase de grandes desafios para vacas leiteiras, e desequilíbrios minerais são frequentes. O objetivo ao desenvolver este trabalho foi de entender melhor o perfil mineral de vacas leiteiras F1 Holandês x Gir e suas performances sob as diferentes condições de verão e inverno. Para isso, foram mensurados cálcio, magnésio e fósforo sanguíneo. As coletas de sangue foram realizadas durante os períodos de verão e inverno, e utilizaram-se, respectivamente, 15 e 13 vacas leiteiras pluríparas, todas F1 Holandês x Gir. As coletas de sangue começaram quatro semanas antes da data prevista do parto até 30 dias pós-parto. As concentrações médias e o padrão de variação dos três minerais foram distintos em cada estação do ano, representando a interação tempo de coleta x estação do ano. A concentração de cálcio foi menor no inverno, período em que todos os animais apresentaram hipocalcemia subclínica, enquanto no verão 38,46% apresentaram essa condição. A concentração de magnésio foi maior no verão e nenhum animal teve hipomagnesemia, enquanto no inverno 46,67% dos animais apresentaram hipomagnesemia subclínica, contribuindo para a maior frequência de hipocalcemia observada no inverno. Uma alta proporção de animais teve hiperfosfatemia, o que pode representar um problema ambiental. A alta frequência de animais com hipocalcemia subclínica é alarmante principalmente devido às consequências geradas por essa condição.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1