Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Avaliação do fluxo de saída do ventrículo esquerdo em gatos anestesiados submetidos ao pneumoperitônio e à posição deTrendelenburg / Evaluation left ventricle Outflow in cats anesthetized submitted to pneumoperitoneum and Trendelenburg position

Magalhães, M. L; Nishimura, L. T; Souza, A. T; Magalhães, C. F; Mattos Júnior, E; Honsho, C. S; Paulino Júnior, D.
Arq. bras. med. vet. zootec; 69(5): 1139-1144, set.-out. 2017. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-18074

Resumo

Objetivou-se avaliar os efeitos do pneumoperitônio e da posição de Trendelenburg sobre o fluxo de saída do ventrículo esquerdo em gatos anestesiados. Quatorze gatos foram alocados aleatoriamente em dois grupos, ambos submetidos ao pneumoperitônio com 10mmHg de dióxido de carbono (CO2). No grupo controle (GC n=7), os animais foram submetidos apenas ao pneumoperitônio e, no grupo Trendelenburg (GTREN n=7), os animais foram colocados em cefalodeclive 20° após o pneumoperitônio. A indução anestésica foi realizada com isoflurano, utilizando-se caixa de indução. Posteriormente, os animais foram mantidos sob anestesia inalatória com o mesmo fármaco. Foram avaliados a velocidade do fluxo de saída do ventrículo esquerdo (VFSVE), os gradientes máximo (GmáxSVE) e médio (GmédSVE) de pressão e a integral velocidade-tempo (IVT). Os parâmetros foram mensurados nos momentos T0 (basal), antes da insuflação; T5 (cinco), T15 (quinze) e T30 (trinta) minutos após a insuflação. Os resultados mostraram um aumento da VFSVE no GC, em T15 e T30 (P=0,024), e um aumento do GmáxSVE no GC, em T30 (P=0,045). As variáveis não se alteraram significativamente em nenhum momento no GTREN. Dessa forma, conclui-se que a posição de Trendelenburg favoreceu o sistema cardiovascular, preservando os índices de fluxo sanguíneo na saída do ventrículo esquerdo.(AU)
The aim of this study was to evaluate the effects of pneumoperitoneum and Trendelenburg position on the left ventricular outflow in anesthetized cats. Fourteen cats were randomly divided into two groups, both submitted to pneumoperitoneum of 10 mmHg with carbon dioxide (CO2), and in the control group (GC n = 7) the animals were subjected only to pneumoperitoneum and the Trendelenburg group (n = 7 GTREN) the animals were placed in cefalodeclive 20° after pneumoperitoneum. Anesthesia of the animals was performed with isoflurane using induction box, keeping the animals under inhalation anesthesia with the same drug. We evaluated the speed of the left ventricular outflow (VFSVE), the maximum pressure gradient (GmáxSVE), mean pressure gradient (GmédSVE) and velocity-time integrals (IVT). The parameters were measured in time, T0 (baseline), before the insufflation; T5 (five); T15 (fifteen) and T30 (thirty) minutes after inflation. The results showed an increase in VFSVE in GC, T15 and T30 (p = 0,024) and an increase in GmáxSVE in GC in T30 (p = 0,045). The variables did not change significantly at any time in GTREN. Thus, it is concluded that the Trendelenburg position favored the cardiovascular system, preserving blood flow rates in the left ventricular outflow.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1