Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Sex differences on the feeding of the gobiid fish Bathygobius soporator in tide pools of Maiandeua Island, Pará, Brazil / Diferença entre sexos na alimentação do peixe gobídeo Bathygobius soporator em poças de maré da Ilha de Maiandeua, Pará, Brasil

Soares, Bruno E; Lobato, Cleonice M. C; Freitas, Danielly T. H; Oliveira-Raiol, Roberta D; Montag, Luciano F. A.
Iheringia. Sér. Zool.; 106: e2016008, 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19016

Resumo

Bathygobius soporator (Valenciennes, 1837) is one of the most common fishes in tide pools in the estuary of Pará state, and has an omnivorous feeding habit. This study examined the diet of the species in Maiandeua Island, and aimed to: (i) describe the diet of B. soporator through indexes based on the occurrence and weight of consumed items; and (ii) evaluate if there is variation in diet composition between males and females. Frequency of Occurrence, frequency of weight and Alimentary Index were calculated for each item, and differences in the diet composition of males and females were observed through multivariate analyses (ANOSIM, NMDS and SIMPER). Bathygobius soporator presented carnivorous feeding habit, eating mainly crustaceans, and differences among males and females were observed, males consuming smaller amounts of crustaceans and including algae in their diet.(AU)
Bathygobius soporator (Valenciennes, 1837) é um dos peixes mais comuns em poças de maré no estuário paraense e apresenta hábito alimentar onívoro. Esse estudo examinou a dieta da espécie na Ilha de Maiandeua, com o objetivo de: (i) descrever a dieta de B. soporator através de índices baseados na ocorrência e biomassa dos itens alimentares; (ii) avaliar se há variação na composição da dieta entre machos e fêmeas. Calculou-se a frequência de ocorrência, frequência de peso e o Índice de Importância Alimentar, e utilizaram-se análises multivariadas (ANOSIM, NMDS e SIMPER) para avaliar a diferença na composição da dieta de machos e fêmeas. Bathygobius soporator apresentou hábito carnívoro, consumindo predominantemente crustáceos, e houve variação na dieta de machos e fêmeas, sendo que machos consumiram crustáceos em menor quantidade e incluíram algas em sua dieta.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1