Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Cattle trade between and within biomes in the state of Mato Grosso, Brazil / Trânsito de bovinos entre e dentro dos biomas no estado de Mato Grosso, Brasil

Negreiros, Rísia L; Grisi-Filho, José H. H; Dias, Ricardo A; Ferreira, Fernando; Homem, Valéria S. F; Ferreira Neto, José S; Ossada, Raul; Amaku, Marcos.
Pesqui. vet. bras; 38(11): 2023-2028, Nov. 2018. tab, ilus, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19293

Resumo

The analysis of animal movement patterns may help identify farm premises with a potentially high risk of infectious disease introduction. Farm herd sizes and bovine movement data from 2007 in the state of Mato Grosso, Brazil, were analyzed. There are three different biomes in Mato Grosso: the Amazon, Cerrado, and Pantanal. The analysis of the animal trade between and within biomes would enable characterization of the connections between the biomes and the intensity of the internal trade within each biome. We conducted the following analyses: 1) the concentration of cattle on farm premises in the state and in each biome, 2) the number and relative frequency of cattle moved between biomes, and 3) the most frequent purposes for cattle movements. Twenty percent (20%) of the farm premises had 81.15% of the herd population. Those premises may be important not only for the spread of infectious diseases, but also for the implementation of surveillance and control strategies. Most of the cattle movement was intrastate (97.1%), and internal movements within each biome were predominant (88.6%). A high percentage of movement from the Pantanal was to the Cerrado (48.6%), the biome that received the most cattle for slaughter, fattening and reproduction (62.4%, 56.8%, and 49.1% of all movements for slaughter, fattening, and reproduction, respectively). The primary purposes for cattle trade were fattening (43.5%), slaughter (31.5%), and reproduction (22.7%). Presumably, movements for slaughter has a low risk of disease spread. In contrast, movements for fattening and reproduction purposes (66.2% of all movements) may contribute to an increased risk of the spread of infectious diseases.(AU)
A análise dos padrões de trânsito animal pode ajudar a identificar estabelecimentos sob um risco potencialmente maior de introdução de doença infecciosa. Foram analisadas a rede de trânsito de bovinos no estado do Mato Grosso, Brasil, e uma base de dados com tamanho de rebanho, ambas de 2007. Há três biomas diferentes em Mato Grosso: Amazônia, Cerrado e Pantanal. A análise do trânsito animal entre e dentro dos biomas nos permitiu caracterizar quão conectados são os biomas e quão intenso é o trânsito interno dentro de cada bioma. Conduzimos as seguintes análises: 1) se o rebanho bovino está concentrado em alguns estabelecimentos no estado todo e em cada bioma; 2) sobre o número absoluto e a frequência relativa de bovinos movimentados entre os biomas; e 3) quais são os propósitos mais frequentes para o trânsito animal. Encontramos que 20% dos estabelecimentos possuíam 81,15% do rebanho total do estado. Estes estabelecimentos podem ser importantes para o espalhamento de doenças infecciosas, mas também para a implementação de estratégias de vigilância e controle. A maior parte do trânsito foi dentro do estado (97,1%), e o trânsito interno dentro de cada bioma foi predominante (88,6%). Um percentual alto de movimentos do Pantanal (48,6%) foi para o Cerrado, o bioma que recebeu mais bovinos para abate, engorda e reprodução (62,4%, 56,8% e 49,1% de todos os movimentos para abate, engorda e reprodução, respectivemente). Os principais propósitos para o comércio de bovinos foram engorda (43,5%), abate (31,5%) e reprodução (22,7%). Movimentos para abate presumivelmente oferecem um baixo risco para espalhamento de doença. Em contraste, movimentos para engorda e reprodução (66,2% de todos os movimentos) podem contribuir para o aumento do risco de espalhamento de doenças infecciosas.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1