Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Spray-dried egg in the diet of dogs: implications for recovery nutritional, palatability and haematology / Ovo spray-dried na dieta de cães: implicações no aproveitamento nutricional, palatabilidade e hematologia

Andrade, Talita; Lima, Daniele Cristina de; Komarcheuski, Alina Stadnik; Félix, Ananda Portella; Oliveira, Simone Gisele de; Maiorka, Alex.
Semina Ci. agr.; 40(1): 417-426, Jan.-Feb. 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19362

Resumo

There is a growing demand for alternative protein sources in dog nutrition due to the high cost of the ingredient. Spray-dried egg (SDE) is a potential protein source in this context. The objective of this study was to evaluate the digestibility, palatability, and blood profile of diets containing different amounts of spray-dried egg (SDE) and the blood parameters of dogs fed these diets. For the study of digestibility and faecal quality (Experiment 1), eight Beagles were distributed in a double Latin square design (4X4), with four treatments (0, 4, 8, and 12% SDE) and four periods, totalling eight repetitions per treatment. In experiment 2, to evaluate palatability, 20 dogs were presented with two diets: 0% SDE vs 4% SDE. To evaluate the haematological factors (Experiment 3), eight dogs were maintained in a single group and were initially fed a control diet (0%SDE) for 10 days, followed by a diet containing 12% SDE for 10 days. In Experiment 1, a linear increase was found in the coefficients of total tract apparent digestibility (CTTAD) of dry matter (DM) and crude protein (CP) and in the metabolisable energy (ME) as the level of SDE was increased in the diet. The CTTAD of DM and CP in SDE and the ME obtained by regression analysis were 93.6%, 91.3%, and 5738.9 kcal kg <->1, respectively, demonstrating that SDE is a highly digestible protein source for dogs. There were no changes in the stool characteristics of dogs fed SDE. The results of Experiment 2 indicate that the dogs preferred the diet that included 4% SDE. In the haematological study (Experiment 3), increases in albumin, red blood cells, haemoglobin, and total circulating protein were observed, with no change in the other histological variables. The inclusion of SDE improved the digestibility and palatability of the diet and increased the albumin content, red blood cell count, haemoglobin level, and total protein level without changing the faecal characteristics.(AU)
Há uma demanda crescente de fontes proteicas alternativas na nutrição de cães devido ao alto custo deste ingrediente. O ovo seco por pulverização (SDE) é uma fonte potencial de proteína neste contexto. O objetivo deste estudo foi avaliar a digestibilidade, palatabilidade e perfil sanguíneo de dietas contendo diferentes níveis de ovo spray-dried (OSD) e os parâmetros sanguíneos de cães alimentados com esta dieta. Para o estudo de digestibilidade e características fecais (Experimento 1), oito cães foram distribuídos em delineamento quadrado latino duplo (4x4), com quatro tratamentos (0, 4, 8 e 12% OSD) e quatro períodos, totalizando oito repetições por tratamento. No experimento 2, para avaliar a palatabilidade, 20 animais foram apresentados a duas dietas: 0% OSD vs 4% OSD. Para avaliar os fatores hematológicos (Experimento 3), oito cães foram mantidos em um único grupo e foram inicialmente alimentados com a dieta controle (0% OSD) por 10 dias, seguido pela dieta contendo 12% OSD por 10 dias. No experimento 1, foi observado aumento linear para os coeficientes de digestibilidade aparente total (CDAT), da matéria seca (MS), e da proteína bruta (PB) e a energia metabolizável (EM) com o aumento de OSD da dieta. Os CDA da MS e PB em OSD e a EM obtidas pela análise da regressão foram de 93.6%, 91.3% e 5738.9 kcal kg <->1, respectivamente, demonstrando que o OSD é uma fonte proteica de alta digestibilidade para cães. Não houve mudanças nas características fecais de cães alimentados com OSD. Os resultados do experimento 2 indicam que os cães preferiram a dieta com inclusão de 4% de OSD. No estudo hematológico (Experimento 3), aumento de albumina, células vermelhas do sangue, hemoglobina e proteína total circulante foram observados, não houve mudança em outras variáveis histológicas. A inclusão de OSD melhorou a digestibilidade e palatabilidade da dieta e aumentou o teor de albumina, a contagem de células vermelhas, o nível de hemoglobina e o nível de proteína...(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1