Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ausência de ictioparasitofauna em lagoa natural do município de Ângulo - Paraná / Absence of ictioparasitofauna in natural lagoon in the municipality of Ângulo - Paraná

Domingos, Maria Gabriela dos Santos; Antonucci, Antonio Mataresio.
R. cient. eletr. Med. Vet.; (32)jan. 2019. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-19426

Resumo

Ictioparasitofauna de um ambiente permite avaliar a qualidade da água, o estado imunofisiológico dos organismos presentes no ambiente. Grande número de peixes possuem qualidades de adaptação que os permitem sobreviver em ambientes desfavoráveis. Já os organismos parasitos, são mais sensíveis, e desaparecem dos hospedeiros diante de mudanças ambientes, principalmente quando se trata de agrotóxicos, ou resíduos químicos. Com o crescimento da produção de cana-de-açúcar aumenta a quantidade de agrotóxicos e poluição ambiental. O objetivo desse trabalho foi avaliar a fauna parasitária de peixes nativos e introduzidos em lagoa natural no município de Ângulo no Paraná. A lagoa é circundada por cultivo de cana-de-açúcar. A coleta dos peixes ocorreu no período entre Outono e Inverno, esses animais foram pescados e encaminhados para o laboratório de Parasitologia da Uningá. Foram coletados nove peixes de diferentes espécies, entre eles um Brycon amazonicus, cinco Astyanax altiparanae, um Piaractus mesopotamicus, ambos peixes nativos, um Oreochromis niloticus e um Arius africanus que são exóticos. O único parasito encontrado foi um Copepoda, Ergasilus sp. em um Astyanax altiparanae. Devido à baixa quantidade de parasitos a infestação pode ser considerada acidental.(AU)
Ictioparasitofauna of an environment allows evaluating the water quality, the quality and the immunophysiological state of the aquatic organisms present in specific environments. Large numbers of fish have adaptive qualities in their physiological and behavioral state, which allow them to survive in unfavorable environments. On the other hand, the parasite organisms are more sensitive, and disappear from the hosts in the face of environmental changes, especially when dealing with pesticides or chemical residues. With the growth of sugarcane production in the state of Paraná, also increases the amount of pesticides and environmental pollution. The objective of this work was to evaluate the parasitic fauna of native fish and introduced in a natural lagoon in the municipality of Angulo in Paraná, southern Brazil. The lagoon is surrounded by cultivation of sugar cane. The fish were collected between autumn and winter, these animals were fished with rod and hook, donated, already killed by the fisherman, and sent to the laboratory of Parasitology of the Uningá Veterinary Hospital. Nine fish of different species were collected, including 1 Brycon amazonicus, 5 Astyanax altiparanae, 1 Piaractus mesopotamicus, both native fish, 1 Oreochromis niloticus and 1 Arius africanus that are exotic. The only parasite found was a Copepoda Crustacean, Ergasilus sp., established in an Astyanax altiparanae, due to the low amount of parasites the infestation could be considered accidental.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1