Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Eficiência do nim (Azadirachta indica A. Juss) como barreira natural ao ataque de Hypsipyla grandella (Zeller) (Lepidoptera: Pyralidae) sobre o mogno (Swietenia macrophylla King) / The efficiency of neem (Azadirachta indica A. Juss) as natural barrier to attack by Hypsipyla grandella (Zeller) (Lepidoptera: Pyralidae) on the Brazilian mahogany (Swietenia macrophylla King)

Silva, Maria Clese Alves; Rosa, Leonilde dos Santos; Vieira, Thiago Almeida.
Acta amaz.; 43(1): 19-24, mar. 2013. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-19962

Resumo

The efficiency of Azadirachta indica as natural barrier against the attack by Hypsipyla grandellaon mahogany in different arrangements and planting densities was evaluated. The study was carried out in degraded pasture in Vigia, Pará. The experimental design was a randomized block in split plot in time with five replications, the forms of cultivation of mahogany as plots and the evaluation periods (months) as the subplots. The natural barrier formed by neem did not prevent the attack of H. grandella on mahogany, but delayed and minimized the attack in mixed plantings. It is recommended that mahogany should not be planted simultaneously with the neem, but a year after planting the neem, when it has more than three meters in height, forming a natural barrier more effective to pest attack.(AU)
A eficiência da espécie Azadirachta indica como barreira natural ao ataque da Hypsipyla grandella sobre o mogno em diferentes arranjos e densidades de plantio foi, avaliada. O estudo foi realizado numa área de pastagem degradada em Vigia, PA. O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso em esquema de parcelas subdivididas no tempo, com cinco repetições, sendo as formas de cultivo do mogno as parcelas, e as épocas de avaliação (meses) as subparcelas. A barreira natural formada pelo nim não evitou o ataque de H. grandella sobre o mogno, mas retardou e minimizou o ataque em plantios mistos. Para o maior controle do ataque de H. grandella, o mogno não deve ser plantado simultaneamente com o nim, mas um ano após o plantio do nim, quando este apresenta mais de três metros de altura, formando uma barreira natural mais eficaz ao ataque desta praga.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1