Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Diet of four annual killifishes: an intra and interspecific comparison

Laufer, Gabriel; Arim, Matías; Loureiro, Marcelo; Piñeiro-Guerra, Juan Manuel; Clavijo Baquet, Sabrina; Fagúndez, César.
Neotrop. ichthyol; 7(1): 77-86, Mar. 2009. graf, map, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-2018

Resumo

We examined the diet of 4 annual fishes, Austrolebias viarius, Austrolebias cheradophilus, Austrolebias luteoflammulatus and Cynopoecilus melanotaenia inhabiting temporal ponds of southeastern Uruguay, by analysis of stomach contents. Fishes were captured from fifty ephemeral ponds of Castillos Lagoon basin, in the region of the Humedales del Este. We identified 13099 individual prey items extracted from 669 stomachs of the four captured species. In the studied system, annual killifishes represents the most abundant and conspicuous top predators. Killifishes are generalist key predators at the ephemeral ponds of the studied system, consuming mostly aquatic items. Zooplancton represented the bulk of the diet in the four analyzed species, followed by eggs, algae and diatoms. Insects are the next group in prey number, as follows: Diptera larvae (especially Chironomidae and Cullicidae), Ephemeroptera (especially Betidae), and coleopteran larvae (especially Dytiscidae). Acari are also important prey in number. The four fish species differ in diet composition and in diet richness. A general pattern of differences in diet richness among killifish species and demographic groups could be related to variations in body sizes. As top predators annual killifishes are an important component of the temporal pond ecosystems. Understanding the natural history of this species and their communities is necessary in order to conserve them.(AU)
Nós examinamos a dieta de 4 peixes anuais, Austrolebias viarius, Austrolebias cheradophilus, Austrolebias luteoflammulatus e Cynopoecilus melanotaenia, que habitam poças temporárias do sudeste do Uruguai, através da análise de conteúdo estomacal. Os peixes foram capturados em cinco poças temporárias da bacia da lagoa Castillos, na região de Humedales del Este. Nós identificamos 13099 itens de presas estraídos de 669 estômagos das quatro espécies. No sistema estudado, peixes anuais representam os predadores de topo mais abundantes e conspícuos. Os rivulídeos são predadores generalistas nas poças temporaries estudadas, consumindo principalmente itens aquáticos. Zooplâncton representou o item principal da dieta para as quatro espécies, seguido de ovos, algas e diatomáceas. Insetos compoem o próximo grupo em número de presas, como segue: larvas de Diptera (especialmente Chironomidae e Cullicidae), Ephemeroptera (especialmente Betidae), e larvas de Coleoptera (especialmente Dytiscidae). Ácaros foram também presas importantes em número. As quatro espécies de peixes diferem na composição e riqueza das dietas. O padrão geral de diferenciação da dieta entre espécies e grupos demográficos de rivulídeos pode ser relacionado à variação do tamanho corporal. Como predadores de topo, os rivulídeos anuais são um componente importante dos ecossistemas de poças temporárias. A compreensão da história natural destas espécies e de suas comunidades é necessária a sua conservação.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1