Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Parasites of ornamental fish commercialized in Macapá, Amapá State (Brazil)

Hoshino, Érico de Melo; Hoshino, Maria Danielle Figueiredo Guimarães; Tavares-Dias, Marcos.
R. bras. Parasitol. Vet.; 27(1): 74-79, jan.-mar. 2018. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-20209

Resumo

This study investigated the parasites fauna of four freshwater ornamental fish species in aquarium shops of Macapá, Amapá State, in addition to survey the commercialized fish species and sanitary conditions of aquarium shops. Different native and non-native ornamental fish species were found in aquarium shops, mainly Poecilidae. We examined 30 specimens of Xiphophorus maculatus, 30 Danio rerio, 30 Paracheirodon axelrodi, and 30 Corydoras ephippifer for parasites. Of the 120 fish examined, 22.5% were parasitized by one or more species and a total of 438 parasites were collected and identified. Parasites such as: Ichthyophthirius multifiliis, Monogenea, undermined Digenea metacercariae, Acanthostomum sp. metacercariae, Camallanus spp., Bothriocephalus acheilognathi and Echinorhynchus sp. infected the hosts examined. Endoparasites in the larval stage showed the greatest diversity and Camallanus spp. was found in all hosts species examined. Paracheirodon axelrodi (43.3%) was the most parasitized host, while C. ephippifer (6.7%) was the least parasitized. Despite the low ectoparasites level, six species of endoparasites was observed, demonstrating that prophylactic and quarantine procedures were not fully adequate. Therefore, failures in prophylactic procedures on any link in the production industry of ornamental fish may cause parasite transmission to ornamental fish captured in different environments and localities.(AU)
Este estudo investigou a fauna de parasitos de quatro espécies de peixes ornamentais de água doce comercializadas em lojas de aquários de Macapá, estado do Amapá, bem como as espécies de peixes comercializadas e as condições sanitárias dessas lojas. Diferentes espécies de peixes ornamentais nativos e não nativos foram encontradas em lojas de aquários, principalmente Poecilidae. Foram examinados 30 espécimes de Xiphophorus maculatus, 30 Danio rerio, 30 Paracheirodon axelrodi e 30 Corydoras ephippifer, para análise de parasitos. Dos 120 peixes examinados, 22,5% estavam parasitados por uma ou mais espécies de parasitos. Foram coletados um total de 438 parasitos tais como: Ichthyophthirius multifiliis, Monogenea, metacercárias de Digenea não identificadas, metacercárias de Acanthostomum sp., Camallanus spp., Bothriocephalus acheilognathi e Echinorhynchus sp. A maior diversidade foi de endoparasitos em estágio larval e Camallanus spp. foi encontrado em todas as espécies de hospedeiros examinados. Paracheirodon axelrodi (43,3%) foi o hospedeiro mais parasitado, enquanto C. ephippifer (6,7%) o menos parasitado. Apesar do baixo ectoparasitismo, foram encontradas seis espécies de endoparasitos, demonstrando que os procedimentos profiláticos e a quarentena não foram adequados. Portanto, falhas nos procedimentos profiláticos em qualquer elo da cadeia produtiva de peixes ornamentais pode causar riscos de transmissão de parasitos para peixes de diferentes ambientes e localidades.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1