Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Histopathological findings of Fasciola hepatica infection in non-native European hare (Lepus europaeus) in Southern Chile / Achados histopatológicos da infecção por Fasciola hepatica em lebre europeia não-nativa (Lepus europaeus) no Sul do Chile

Oyarzún-Ruiz, Pablo; Alvelo, Cristina; Vera, Frank; Moroni, Manuel.
R. bras. Parasitol. Vet.; 28(1): 145-150, jan.-mar. 2019. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-20730

Resumo

Fasciola hepatica is a parasite introduced in America from Europe, being considered of concern for public health and animal production, especially in countries with endemic areas as occur in Chile. In this country, the research has been focused mainly in domestic ruminants, with native and introduced wildlife being largely ignored. Thus, the aim of this study was to report the infection by Fasciola hepatica in an introduced mammal, the European hare, which is distributed along a vast area of the country. One in 42 hares hunted showed histological lesions compatible with F. hepatica, and harbored a parasitic load of 6 liver flukes. This is the first report of this lagomorph acting as host of this helminth in the country and the third in South America. Yet, we found no previous reports regard the pathology of this fluke in the species. Thus, we emphasize the importance of more studies regarding introduced mammals which could be acting as reservoirs for this important fluke.(AU)
Fasciola hepatica é um parasita de origem europeia introduzido na América, de importância em saúde pública e animais de produção, especialmente em países com áreas endêmicas, como ocorre no Chile. Neste país, a pesquisa foi focada principalmente em ruminantes domésticos, com a fauna nativa e introduzida sendo amplamente ignorada. O objetivo desse trabalho é relatar a infecção por Fasciola hepatica em lebre europeia, espécie distribuída em vasta extensão do país. Uma em 42 lebres caçadas, mostrou lesões histológicas compatíveis com infestação por F. hepatica, alojando 6 vermes hepáticos. Este é o primeiro relato deste lagomorfo apresentando este tipo de parasitismo no Chile, o terceiro na América do Sul. No entanto, não encontramos relatos anteriores sobre a patologia deste acaso na espécie. Este relato salienta a importância de mais estudos considerando espécies introduzidas, as quais podem ser reservatórios desse importante parasita.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1