Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Anaplasma phagocytophilum direct detection and exposure evidence in equines from two breeding farms from Minas Gerais State, Brazil / Detecção direta e evidência da exposição a Anaplasma phagocytophilum em equinos de dois haras em Minas Gerais, Brasil

Prado, Luan Gavião; Palhares, Maristela Silveira; Bastos, Camila Valgas e; Silveira, Júlia Angélica Gonçalves da; Ribeiro, Álvaro Augusto Ramos; Miranda, Ana Luísa Soares de; Bezerra, Vinícius Monteiro; Ribeiro, Múcio Flávio Barbosa.
Arq. Inst. Biol.; 85: e0902017, 2018. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-21044

Resumo

Equine granulocytic anaplasmosis is caused by Anaplasma phagocytophilum, a gram negative, obligatory intracellular bacterium, member of Anaplasmataceae family, included in the Rickettsiales order. Little is known about the disease, transmission dynamics, genetic diversity and prevalence in Minas Gerais state, Brazil. This work aimed to do a serosurvey using indirect immunofluorescent assay (IFA) test and evaluation of buffy coat smears, and nested polymerase chain reaction (PCR) as diagnostic methods, to determine the disease situation in horses from two manga-larga marchador breeding farms located in the municipalities of Ataléia e São Vicente de Minas, in Minas Gerais state. It was found that 76% (131/172) of the animals were considered reactive for IFA test, and the total of 12.8% was positive at buffy coat smears analysis. At PCR analysis, it was found 1.94% of the samples positive to the infection. Those samples were sequenced and showed 96% of similarity to A. phagocytophilum from a Ixodes ricinus tick. There is a high frequency of animals with the evidence of contact to A. phagocytophilum on the two evaluated properties in this study, which was proved by positiveness in PCR analysis. New researches must be carried out to better understand the epidemiologic and clinical dynamic of the disease in the state of Minas Gerais.(AU)
A anaplasmose granulocítica equina é causada por uma bactéria gram-negativa, intracelular obrigatória, membro da família Anaplasmataceae, incluída na ordem Rickettsiales e denominada de Anaplasma phagocytophilum. Pouco se sabe sobre a doença, sua dinâmica de transmissão, diversidade genética e prevalência em Minas Gerais, Brasil. Este trabalho teve por objetivo realizar o levantamento sorológico utilizando a reação de imunofluorescência indireta, avaliação direta de capa leucocitária e nested reação em cadeia da polimerase (PCR) como métodos diagnósticos, a fim de avaliar a situação da doença em dois haras de criação de cavalos manga-larga marchador localizados nas cidades de Ataléia e São Vicente de Minas, no estado de Minas Gerais. Foi encontrada prevalência de 76% (131/172) de animais reativos para a reação de imunofluorescência indireta, quando todos os animais das duas propriedades e das duas coletas foram agrupados, e 12,8% dos animais foram positivos na avaliação da capa leucocitária. A reação de imunofluorescência indireta detectou 1,94% das amostras como positivas para o agente. Essas amostras foram submetidas ao sequenciamento de nucleotídeos, e foi observada similaridade de 96% com A. phagocytophilum proveniente de carrapatos Ixodes ricinus. Existe alta prevalência de animais positivos para a infecção por A. phagocytophilum, o que foi provado pela positividade dos animais à PCR. Novas pesquisas devem ser conduzidas a fim de entender a dinâmica epidemiológica e clínica da doença no estado de Minas Gerais.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1