Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Digestibilidade e palatabilidade de dietas com extrato de própolis para cães / Digestibility and palatability of diets with propolis extract for dogs

Rivera, Nancy Lorena Montaño; Risolia, Larissa Wünsche; Sabchuk, Tabyta Tamara; Félix, Ananda Portella; Maiorka, Alex; Scapinello, Claudio.
Ci. Anim. bras.; 20: e-47503, May 20, 2019. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-21203

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da inclusão de extrato de própolis na digestibilidade e na palatabilidade de dietas para cães. Foram realizados dois experimentos, sendo o primeiro constituído por um ensaio de digestibilidade, com a inclusão de diferentes extratos de própolis (FT0,55, FT0,59, FT2,59, FT2,11). Com base nos resultados do primeiro ensaio, foi definido o extrato FT0,59 a ser utilizado nos demais experimentos, misturado em crescentes níveis à dieta, resultando em outras concentrações de apiginina. Ambos os ensaios de digestibilidade utilizaram dez cães da raça Beagles, os quais foram alojados em gaiolas metabólicas. A palatabilidade foi avaliada pela preferência alimentar e pela primeira escolha, sendo utilizados 20 cães de quatro diferentes raças. No primeiro ensaio de digestibilidade, somente a inclusão do extrato de própolis FT2,11 diminuiu o valor do coeficiente de digestibilidade aparente (CDA) da matéria seca (MS). Já no segundo ensaio, a inclusão crescente do extrato de própolis FT0,79 melhorou linearmente os CDA da proteína bruta (PB), extrato etéreo em hidrólise ácida (EEA), extrativos não nitrogenados (ENN), MS e energia metabolizável (EM) das dietas. A inclusão de extrato de própolis favoreceu a palatabilidade da dieta. Os flavonoides podem ser adicionados na dieta de cães como nutracêuticos em concentrações menores do que 2,11mg/kg de MS da dieta, sem alterar a digestibilidade.(AU)
The aim of the study was to evaluate the effect of inclusion of propolis extract digestibility and palatability. Two experiments were conducted, the first consisting of a digestibility trial with the inclusion of different propolis extracts (FT0,55, FT0,59, FT2,59, FT2,11). Based on the results of the first test, the extract being used in the other experiments, so the chosen FT0,59 extract was mixed in increasing levels in diets resulting in different apiginin concentrations. the diet was defined. Both digestibility assays beagle dogs 10, which were housed in metabolic cages were used. Palatability was assessed by food preference and first choice, 20 dogs of different breeds being used. In the first digestibility trial, only the inclusion of propolis extract FT2,11 decreased the value of the apparent digestibility coefficient (ADC) of dry matter (DM). In the second trial, increasing inclusion of propolis extract FT0,59 linearly improved the ADC of crude protein (CP), ether extract in acid hydrolysis (EEA), nitrogen free extract (NFE), MS and metabolizable energy (ME) of the diets. The inclusion of propolis extract favored the palatability of the diet. Flavonoids can be added in the diet of dogs as nutraceuticals in concentrations lower than 2.11mg/kg of DM of the diet without altering digestibility.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1