Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Suplementação de selênio na dieta e qualidade espermática do sêmen de touros Brangus / Dietary selenium supplementation and sperm quality in Brangus bulls semen

Tsuneda, Pedro Paulo; Tsuneda, Bruno Hiroshi; Hatamoto-Zervoudakis, Luciana Keiko; Zervoudakis, Joanis Tilemahos; Marinho, Walter Augusto dos Santos; Duarte Júnior, Moacir Ferreira; Araújo, Eleonora Barbosa; Motheo, Tathiana Ferguson; Silva, Luis Eduardo Senra e.
Ci. Anim. bras.; 20: e-48586, June 10, 2019. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-21251

Resumo

Objetivou-se avaliar a qualidade espermática do sêmen de touros suplementados com selênio (Se) na dieta. Foram utilizados 16 touros Brangus, igualmente distribuídos em grupo controle (GC) e grupo Se (GSe − 0,1mg de Se/kg de MS de dieta). O experimento teve duração de 75 dias, e os animais foram suplementados por 60 dias. Foram realizadas quatro coletas de sêmen durante o período (0, 30, 60 e 75 dias) por animal. As amostras foram avaliadas quanto a motilidade e vigor espermáticos, integridade e funcionalidade da membrana plasmática (teste de expansão hiposmótico - HIPO) e viabilidade espermática e reação acrossomal (coloração tripla - TRI). Após avaliação, estas foram diluídas em meio Tris-gema com 5% de glicerol, envasadas (40x106 espermatozoides/palheta), resfriadas, congeladas e armazenadas em nitrogênio líquido até a análise. Após descongelação, foram submetidas às mesmas avaliações descritas para o sêmen fresco. Não houve interferência da suplementação com Se nas variáveis vigor espermático, HIPO e TRI do sêmen fresco e descongelado. Porém, constatou-se queda na motilidade espermática do GSe comparativamente ao GC no sêmen fresco (P=0,0035) e descongelado (P=0,0067) após 60 dias de suplementação. Portanto, a suplementação de Se na dieta não foi efetiva na promoção de melhorias dos parâmetros espermáticos de touros Brangus.(AU)
The aim of the present study was to evaluate sperm quality of bulls supplemented with selenium (Se) in the diet. Sixteen Brangus bulls were randomly divided in two groups: control (GC) and Se (GSe - 0.1mg Se/kg dietary DM). The experiment lasted 75 days and the animals were supplemented for 60 days. Four semen collections (0, 30, 60 and 75 days) per animal, were performed during the experimental period. Sperm motility and vigor, plasma membrane integrity and functionality (hyposmotic swelling test - HOST) and sperm viability and acrosome reaction (triple staining -TRI) were assessed. After immediate analysis, samples were diluted in Tris-egg yolk extender with 5% glycerol, packed (40x106 spermatozoa / straw), chilled, frozen and stored in liquid nitrogen until analysis. After thawing, sperm motility and vigor, HOST and TRI were performed. No significance was noticed on sperm vigor, HOST and TRI of fresh and post-thawed semen after dietary selenium supplementation. However, sperm motility decreased in GSe compared to GC in fresh (P = 0.0035) and post- thawed (P = 0.0067) semen samples after 60 days of supplementation. Therefore, dietary selenium supplementation was ineffective to improve semen parameters of fresh and post-thawed semen of Brangus bulls.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1