Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Resistance of ewes to gastrointestinal nematode infections during the peripartum and dry periods and the performance of their lambs / Resistência de ovelhas às infecções por nematódeos gastrintestinais durante o periparto e no período seco e desempenho de seus cordeiros

Gasparina, Jennifer Mayara; Fonseca, Lidiane; Loddi, Maria Marta; Martins, Adriana de Souza; Rocha, Raquel Abdallah da.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 20: e0282019, Aug. 12, 2019. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-21445

Resumo

This study aimed to evaluate the resistance of Texel (Tx) and Ile de France (IF) sheep to gastrointestinal nematode infections in the periparturient period and after weaning, and the performance of their lambs. Fecal samples were collected from 19 IF and 17 Texel ewes to determine fecal egg counts (FEC) and larval cultures were prepared to determine the prevalence of nematodes. The ewes were weighed to determine body weight (BW) and blood samples were taken to determine the packed cell volume (PCV) and plasm protein values (PPV). The ewes were classified into two groups by FEC (heavy and moderate infection). The IF presented higher FECs than Tx 28 and 14 days before parturition; 14, 28, and 56 days after parturition; and 28 days after weaning (P<0.05). In the weaning and dry periods, the IF presented higher PCVs than Tx (P<0.05). The PPV did not differ between the groups (P>0.05). The IF presented a higher BW than Tx 14, 28, and 42 days after parturition, and in the weaning and dry periods (P<0.05). The ewes of both breeds classified as moderately infected had the highest BW at weaning (P<0.05). IF ewes with a moderate infection produced weaning lambs that were heavier than those of Tx with the same level of infection (P<0.05). Overall, Tx ewes presented a better ability to withstand infections during the periparturient period and after weaning. Although the IF ewes presented the highest FEC and more intense periparturient rise, they managed to maintain their level of production.(AU)
Objetivou-se avaliar a resistência de ovelhas Texel (Tx) e Ile de France (IF) às infecções naturais por nematódeos gastrintestinais no periparto e após a desmama e o desempenho de cordeiros. Foram utilizadas 19 ovelhas IF e 17 Tx, nas quais coletou-se fezes para a contagem de ovos por grama de fezes (OPG) e coproculturas. As ovelhas foram pesadas para determinar o peso vivo (PV) e sangue foi coletado para determinar volume globular (VG) e proteína plasmática total (PPT). As ovelhas foram classificadas em dois grupos através do OPG (infecção pesada e moderada). As IF apresentaram OPG superior aos das Tx nos seguintes períodos: 28 e 14 dias antes do parto, 14, 28 e 56 dias após o parto e 28 dias após a desmama (P<0,05). Na desmama e no período seco as IF apresentaram VG superiores aos das Tx (P<0,05). PPT não diferiu entre as raças avaliadas (P>0,05). As IF apresentaram PV superior aos das Tx nos dias 14, 28 e 42 após o parto, na desmama e no período seco (P<0,05). As ovelhas classificadas como infecção moderada de ambas as raças apresentaram maior PV a desmama (P<0,05). Ovelhas IF infecção moderada desmamaram cordeiros mais pesados do que as Tx, com o mesmo nível de infecção (P<0,05). No geral, ovelhas Tx apresentaram melhor habilidade para suportar as infecções durante o periparto e após a desmama. No entanto, apesar das IF apresentarem maior OPG e fenômeno do periparto (FP) mais intenso conseguiram manter seu nível de produção.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1