Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Translocação de molibdênio em plântulas de feijoeiro / Translocation of molybden on feijoeiro plant

Carvalho, Ireni Leitzke; Xavier, Fernanda da Motta; Meneguzzo, Michele Renata Revers; Martins, Andréa Bicca Noguez; Meneghello, Géri Eduardo; Villela, Francisco Amaral.
Colloq. agrar.; 15(1): 95-103, jan.-fev. 2019. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-22215

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de molibdênio via tratamento de sementes sobre a qualidade fisiológica de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris L.) e o teor doelemento no tecido vegetal em diferentes estádios de desenvolvimento da plântula. Os tratamentos foram constituídos pela aplicação de molibdênio via sementes, utilizando solução de molibdato de amônio (127gL-1), equivalentes a 0; 22; 44; 66 e 88g 100kg-1. Foram utilizadas sementes de feijão, cultivares Expedito e Valente. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições, avaliando-se separadamente cada uma das cultivares. A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada pelos testes de germinação, primeira contagem da germinação, teste de frio, envelhecimento acelerado, emergência em campo, índice de velocidade de emergência, comprimento de plântulas e matéria seca de parte aérea e de raiz. Para a determinação do teor de molibdênio, realizou-se a semeadura em bandejas utilizando-se como substrato areia lavada. Aos 8, 10, 12 e 14 dias após a semeadura realizou-se a coleta das plântulas. Determinaram-se a massasecadas plântulas e em espectrofotômetro UV-Vísivel a 405 nm o teor de molibdênio da parte aérea. Os dados obtidos permitem afirmar que há possibilidade de aplicar molibdênio em feijão, via tratamento de sementes, em doses de até 88 g100kg-1, sem causar prejuízos à qualidade fisiológica, tendoo teor de molibdênio nas plântulas aumentado linearmente com as respectivas doses aplicadas.(AU)
The objective of this work was to evaluate the effect of molybdenum application by seed treatment on the physiological quality of bean seeds (Phaseolus vulgaris L.). The treatments were constituted by the application of molybdenum via seeds, using ammonium molybdate solution (127g L-1), equivalent to 0; 22; 44; 66 and 88g 100kg-1. Beans, Expedito and Valente were used. The experimental design was completely randomized, with four replicates, with each cultivar being evaluated separately. The physiological quality of the seeds was evaluated by germination, first germination count, cold test, accelerated aging, field emergence, emergence speed index, seedling length and dry matter of shoot and root. To determine the molybdenum content, sowing was carried out in trays using washed sand as the substrate. At 8, 10, 12 and 14 days after sowing the seedlings were collected. The dry mass of the seedlings was determined and the UV-Visible spectrophotometer at 405 nm was the molybdenum content of the aerial part. The data obtained allow us to affirm that it is possible to apply molybdenum in beans, via seed treatment, in doses up to 88 g 100 kg-1, without causing damage to the physiological quality, and the molybdenum content in the seedlings increased linearly with the respective doses applied.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1