Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Efeito do açúcar em diferentes formulações na cicatrização por segunda intenção em ratos Wistar / Effect of sugar in different formulations in healing by second intention in rats Wistar

Guirro, Erica Cristina Bueno do Prado; Puntel, Fabiana Carla; Bebber, Bárbara Amanda; Thomas, Lettycia Demczuk; Luiz, Rafael Messias; Viott, Aline da Marco.
Vet. Foco; 13(1): 02-08, Jul-Dez. 2015. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-2246

Resumo

Sugar has healing action, but not always the grain form is ideal. This study evaluated the effi ciency of sugar in different formulations in healing by second intention in rats. Held a surgical wound was treated with 0.9% NaCl (G1); crystal sugar (G2); carboxymethylcellulose gel (G3); carboxymethylcellulose gel plus sugar (G4); chlorhexidine (G5); chlorhexidine associated with sugar (G6); healing and antibacterial commercial ointment (G7). In D2 (second day after surgery), D4, D7, D10, D14, D21 and D30, one animal of each group was euthanized. Macroscopically, there was no edema and no infection, but it was found crust evident in G2, G4 and less intense absent in G6 and G7. Microscopically, in G5, G6 and G7 there was necrosis and infl ammation for less time, early granulation and epithelialization fi broplasia and more intense, leading to tissue repair in the G7 D10 and D14 in the other groups. Concluding, the combination of chlorhexidine with sugar (2:1) is effective for wound healing by second intention in rats because it reduces the necrosis and infl ammation, increases fi broplasia and promotes the formation of granulation tissue, resulting in early tissue repair.(AU)
O açúcar tem ação cicatrizante, mas nem sempre a forma granulada é ideal. Este estudo avaliou a eficiência do açúcar em diferentes formulações na cicatrização por segunda intenção em ratos Wistar. Realizada uma ferida cirúrgica, houve tratamento com NaCl 0,9% (G1); açúcar cristal (G2); gel de carboximetilcelulose (G3); gel de carboximetilcelulose acrescido de açúcar (G4); clorexidina (G5); clorexidina associada ao açúcar (G6); pomada comercial cicatrizante e antibacteriana (G7). Em D2 (segundo dia de pós-operatório), D4, D7, D10, D14, D21 e D30, um animal de cada grupo foi submetido à eutanásia. Macroscopicamente, não houve edema e nem infecção, mas verificou-se crosta, evidente em G2, menos intensa em G4 e G6 e ausente em G7. Microscopicamente, em G5, G6 e G7 houve necrose e inflamação por menos tempo, granulação mais precoce e fibroplasia e reepitelização mais intensas, levando à reparação tecidual em D10 no G7 e em D14 nos demais grupos. Conclui-se que a associação de açúcar à clorexidina (2:1) é eficiente na cicatrização de feridas por segunda intenção em ratos Wistar, pois reduz a necrose e a inflamação, favorece a fibroplasia e a formação do tecido de granulação, tornando a cicatrização mais precoce.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1