Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Energy supplementation in Santa Inês sheep subjected to estrus induction treatment / Suplementação calórica em ovelhas da raça Santa Inês submetidas à indução do estro sincronizado

Silva Venturi, Sabrina; Ferreira da Fonseca, Jeferson; Clara Sarzedas Ribeiro, Ana; Claudio Pinheiro Rogério, Marcos; de Oliveira, Juliana; Ribeiro Araújo, Alexandre; Maria Gonçalves Souza-Fabjan, Joanna; eFelipeFelipeFelipeFelipe.
Semina Ci. agr.; 37(1): 145-154, jan.-fev. 2016. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23062

Resumo

The aim of this study was to evaluate the effect of a 20% increase in dietary energy during short-term estrus induction treatment on the reproductive parameters of Santa Inês ewes. Females (n=43) were allocated into two experimental groups according to the amount of energy inclusion in the diet: maintenance diet or maintenance diet plus 20% energy. Ultrasound examinations were performed in order to detect ovulation. To assess sexual behavior, ewes were teased and further mated. Blood samples were collected for the determination of glucose and insulin concentrations. There was no difference (P>0.05) between groups in the following categories: ovulation rate (80.00% vs. 60.00%), largest follicle diameter (6.00 ± 0.20 vs. 5.90 ± 0.60), interval from device removal to ovulation (52.80 ± 14.87 vs. 59.01 ± 8.34 hours), animals in estrus (75.00% vs. 65.21%), interval from device removal to estrus (30.00 ± 15.49 vs. 30.00 ± 13.35 hours) and conception rate (50.00% vs. 21.73%). There were differences (P<0.05) in the concentrations of insulin and glucose. It can be concluded that the 20% increase in energy in the diet during short-term estrus induction treatment did not affect the reproductive parameters studied.(AU)
O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do aumento em 20% da energia da dieta durante um protocolo curto de sincronização do estro sobre os parâmetros reprodutivos e metabólicos em ovelhas da raça Santa Inês. As ovelhas (n=43) foram distribuídas em dois grupos experimentais de acordo com a quantidade de energia incluída na dieta, onde foram utilizadas uma dieta de manutenção e uma dieta de manutenção acrescida em 20% de energia. Exames ultrassonográficos foram realizados para detectar a ovulação, bem como o diâmetro dos folículos. Para avaliação do comportamento sexual as ovelhas foram rufiadas. Foram coletadas amostras de sangue para determinação das concentrações plasmáticas de glicose e insulina. Não houve diferença (P>0,05) entre os grupos para: taxa de animais ovulando (80% vs 60%), diâmetro do maior folículo (6,00 ± 0,20 vs 5,90 ± 0,60), intervalo da retirada do implante à ovulação (52,80 ± 14,87 vs 59,01 ± 8,34 horas), animais em estro (75,00% vs 65,21%), intervalo da retirada do implante ao estro (30,00 ± 15,49 vs 30,00 ± 13,35 horas) e taxa de concepção (50,00% vs 21,73%). Houve diferença (P<0,05) nas concentrações de insulina e glicose. Pode-se concluir que o aumento em 20% da energia da dieta durante um protocolo curto de sincronização do estro não alterou os parâmetros reprodutivos.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1