Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Management and control of parasites on dairy farms in northwestern region of São Paulo state / Manejo e controle de parasitas em fazendas leiteiras da região noroeste paulista

Veríssimo, Cecília José; Vasques, Flávia; Duarte, Keila Maria Roncato; Paulino, Valdinei Tadeu; Ambrósio, Luis Alberto.
R. bras. Parasitol. Vet.; 25(3): 306-316, July-Sept. 2016. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23245

Resumo

Abstract Dairy cattle farming is of great economic and social importance in all Brazilians regions. Parasites can reduce milk productivity, especially the tick Rhipicephalus (Boophilus) microplus. This study consisted of a questionnaire answered by 40 milk producers in the northwestern region of the State of São Paulo. The aim was to ascertain how these producers controlled ticks and other parasites. Very many of them knew nothing about the biological cycle of the cattle tick or about strategic control or acaricide efficacy tests. The majority (87.5%) controlled ticks at a high frequency, without technical criteria and care to apply the acaricide. Spraying was the most used mode of acaricide application (95%) and endectocides were used by 45%. Cattle tick fever was the harm most associated with ticks (87.5%) followed closely by screwworm (77.5%). However, 65% were satisfied with their tick control. About the control of others parasites, all dewormed at least twice a year their animals; 65% were controlling horn fly; 40% had problems with screwworm. The interviewers had in general good level of education and the farms generally exhibited a high degree of technology for milk production on pasture because half of them received technical assistance frequently.(AU)
Resumo A bovinocultura leiteira é de extrema importância econômica e social em todas as regiões brasileiras. Os parasitas podem reduzir a produção leiteira, especialmente o carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus. Este trabalho consistiu em um questionário respondido por 40 produtores de leite da região noroeste do Estado de São Paulo, com o objetivo de saber como os produtores controlam carrapatos e outros parasitas. Grande parte deles não conhecia o ciclo biológico do carrapato do boi nem o controle estragégico e o teste de eficácia de carrapaticidas. A maioria (87,5%) controlava o carrapato com alta frequência, sem critérios técnicos e cuidados na aplicação do carrapaticida. A aspersão foi o modo de aplicação mais usado (95%) e endectocidas eram utilizados por 45%. Tristeza parasitária bovina foi o prejuízo mais associado ao carrapato (87,5%), seguido de perto pela bicheira (77,5%). No entanto, 65% estavam satisfeitos com o controle do carrapato. A maioria (82,5%) criava gado mestiço. Em relação ao controle de outros parasitas, todos vermifugavam seus animais pelo menos duas vezes por ano; 65% deles controlava a mosca-do-chifre; 40% têm problemas com bicheira. Os entrevistados, de forma geral, tinham bom nível educacional, e as fazendas geralmente exibiam alto grau de tecnologia em produção de leite a pasto, porque metade delas recebia assistência técnica constante de um programa estatal que incentiva a produção leiteira sustentável.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1