Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Physical, laboratory, and microbiological parameters of mammary gland secretions in postpartum does / Parâmetros físicos, laboratoriais e microbiológicos de secreções lácteas de cabras no período pós-parto

Alcindo, Jefferson Filgueira; Braga, Gabriel Isola; Mendes, Luis Claudio Nogueira; Marinho, Márcia; Feitosa, Francisco Leydson Formiga.
Semina Ci. agr.; 37(2): 785-796, mar.-abr. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23439

Resumo

Mastitis is a multifactorial disease whose prevalence is affected by the type of pathogenic agent involved, the constitution of the animal, and environmental conditions. This study evaluated the physical and laboratory characteristics of colostrum from dairy goats in the postpartum period, and the physical characteristics of the mammary glands in the same period. Of the 71 mammary glands evaluated, 12 were positive for bacterial isolates and the most frequent pathogenic agents were coagulase-negative staphylococci (CNS) (n = 11). Median somatic cell counts (SCC) in animals positive for bacterial isolates were greater than in animals without bacterial isolates at parturition (696.0 vs. 256.0 x 103 mL –1) and 48 h postpartum (1,350 vs. 437.0 x 103 mL-1). In addition, 34 samples were positive for the California Mastitis Test (CMT; score >1+), indicating a positive relationship between this test and bacterial isolation. Coagulase-negative staphylococci (CNS) were the most prevalent pathogenic agents, resulting in increase in SCC. Postpartum changes in mammary secretions were not good predictors of bacterial mastitis. Physical examination of mammary glands did not reveal significant changes for the diagnosis of mastitis in the postpartum period.(AU)
A mastite é uma doença multifatorial que sofre influência do tipo de patógeno envolvido, constituição dos animais e condições ambientais. Foi realizado estudo com objetivo de avaliar as características físicas e laboratoriais do colostro de cabras no período pós-parto, assim como características físicas das glândulas mamárias no mesmo período. As glândulas mamárias foram submetidas a avaliações físicas que não resultaram em alterações significativas ao longo dos momentos pesquisados. Das 71 metades mamárias analisadas, 12 apresentaram isolamento microbiológico e o agente mais frequente foi Staphylococcus coagulase negativo (n=11). A mediana da contagem de células somáticas (CCS) dos animais positivos à lactocultura foi maior do que daqueles que não tiveram isolamento microbiano nas colheitas realizadas no momento do parto (696 x 10³ mL –1) e após 48h (1.350 x 10³ mL-1). O California Mastitis Test (CMT) mostrou-se positivo (>1+) em 34 amostras analisadas logo após o parto, revelando uma associação entre o referido teste e o isolamento microbiano. O grupo de agentes mais prevalente no período pós-parto foi Staphylococcus coagulase negativo, resultando em aumento na CCS. Alterações nas secreções lácteas vistas nesse período não podem ser consideradas como preditoras de mastites bacterianas. O exame físico das glândulas mamárias não revelou alterações relevantes para o diagnóstico de mastite no referido período.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1