Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Hypotonic enteral electrolyte solutions administered by nasoesophageal tube in continuous flow in dogs dehydrated by water restriction: Part 1 / Soluções eletrolíticas enterais hipotônicas administradas por sonda nasoesofágica em fluxo contínuo em cães desidratados por restrição hídrica: Parte 1

Dantas, W. M. F; Ribeiro Filho, J. D; Silva, G. M. M; Ermita, P. A. N; Monteiro, L. C; Costa, C. M; Alves, S. R; Silva, M. O; Favarato, E. S.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 71(2): 404-410, mar.-abr. 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23552

Resumo

The present study assessed and compared the effects of hypotonic enteral electrolyte solutions administered by nasoesophageal tube in continuous flow in dogs submitted to water restriction on packed cell volume; total serum protein and serum osmolarity concentrations; blood volume; plasma glucose and lactate levels; blood gas analysis, anion gap, and strong ion difference. Six adult dogs were used (four males and two females). All animals were submitted to both proposed treatments in a crossover design 6×2. The treatments were as follows: ESmalt consisting of 5g sodium chloride, 1g potassium chloride, 1g calcium acetate, 0.2g magnesium pidolate, and 9.6g maltodextrin that were diluted in 1.000mL water (measured osmotic concentration of 215mOsm L−1) and ESdext consisting of 5g sodium chloride, 1g potassium chloride, 1g calcium acetate, 0.2g magnesium pidolate, and 9.6g dextrose that were diluted in 1.000mL water (measured osmotic concentration of 243mOsm L−1). All solutions were administered at 15ml kg−1 h−1 for 4 hours. Both solutions increased the plasma volume in dehydrated dogs without causing adverse effects. However, ESmalt was more effective in promoting the increase in blood volume.(AU)
O presente estudo avaliou e comparou os efeitos de soluções eletrolíticas enterais hipotônicas, administradas por sonda nasoesofágica em fluxo contínuo em cães submetidos a restrição hídrica, sobre o hematócrito, proteínas totais séricas, osmolaridade sérica, volemia, glicose e lactato plasmáticos, hemogasometria, ânion gap e DIF. Foram utilizados seis cães adultos (quatro machos e duas fêmeas). Todos os animais foram submetidos aos dois tratamentos propostos, em um delineamento crossover 6×2. Os tratamentos foram os seguintes: SEmalt - 5g de cloreto de sódio, 1g de cloreto de potássio, 1g de acetato de cálcio, 0,2g de pidolato de magnésio e 9,6g de maltodextrina, diluídos em 1.000mL de água (osmolaridade mensurada: 215mOsm L -1 ); SEdext - 5g de cloreto de sódio, 1g de cloreto de potássio, 1g de acetato de cálcio, 0,2g de pidolato de magnésio e 9,6g de dextrose, diluídos em 1.000mL de água (osmolaridade mensurada: 243mOsm L -1 ). Todas as soluções foram administradas no volume de 15mL kg -1 hora -1 , durante quatro horas, em fluxo contínuo. Ambas as soluções aumentaram o volume plasmático em cães desidratados, sem gerar o aparecimento de efeitos adversos. Porém, a SEmalt foi mais eficaz em promover a expansão da volemia.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1