Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Fish predators of the golden mussel limnoperna fortunei in different environments in a south american subtropical river / Peixes predadores do mexilhão-dourado Limnoperna fortunei em diferentes ambientes de um rio subtropical da América do Sul

Ávila-Simas, Sunshine de; Reynalte-Tataje, David Augusto; Zaniboni-Filho, Evoy.
B. Inst. Pesca; 45(2): e484, 2019. mapas, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23653

Resumo

This study aimed to evaluate whether the golden mussel, Limnoperna fortunei, identified in the upper Uruguay River for the first time in 2012, has been incorporated into the diet of the ichthyofauna present in different environments of a Neotropical reservoir. To achieve this, we analyzed the digestive tract of fish that were collected seasonally between August 2015 and May 2016. The results showed that 22 fish species had L. fortunei in the digestive tract, of which 11 were previously not known to comprise the diet of this mollusk. Furthermore, it was observed that species belonging to the orders Characiformes and Cichliformes were the main consumers of L. fortunei in the lentic environment, whereas in the lotic and transition environments, the main consumers belonged to the order Siluriformes. The degree of digestion of L. fortunei in the digestive tract of fish indicated that although most fish could digest this food resource, some Siluriformes found it difficult. Thus, it can be concluded that the availability of L. fortunei in the upper Uruguay River forms a new food resource for the endemic ichthyofauna.(AU)
O presente estudo teve como objetivo avaliar se o mexilhão-dourado Limnoperna fortunei, identificado na região do alto rio Uruguai pela primeira vez em 2012, vem sendo incorporado na dieta da ictiofauna presente nos diferentes compartimentos de um reservatório neotropical. Para isto, foi analisado o trato digestório de peixes através de coletas sazonais realizadas entre agosto de 2015 e maio de 2016. Os resultados mostraram que 22 espécies de peixes apresentaram L. fortunei no trato digestório, sendo que o registro de consumo deste molusco era desconhecido para 11 delas. Além disso, foi possível observar que espécies das ordens Characiformes e Cichliformes foram as principais consumidoras de L. fortunei no ambiente lêntico, enquanto que nos ambientes lóticos e de transição (lótico/lêntico) os principais consumidores deste mesmo recurso foram espécies pertencentes a ordem Siluriformes. Quando avaliado o grau de digestão de L. fortunei encontrado no trato digestório dos peixes, foi observado que a maioria dos peixes consegue digerir esse recurso alimentar, entretanto, merece destaque o fato de que algumas espécies de Siluriformes encontram dificuldade em digerir esse molusco invasor. Diante dessas informações é possível concluir que a disponibilidade de L. fortunei no alto rio Uruguai vem proporcionando uma nova oferta de alimento para diferentes espécies de peixes, e que os consumidores variam de acordo com o compartimento do reservatório.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1