Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Capture of anemones and polychaetes in artificial collectors for ornamental purposes, effects of: depth, deployment period, and time of immersion / Captura de anêmonas e poliquetas em coletores artificiais para fins ornamentais: efeito da profundidade, do período de lançamento, e tempo de imersão

Carvalho, Leina Moura Carneiro; Turra, Alexander; Alves, Jose Luis; Marques, Helcio Luis de Almeida.
B. Inst. Pesca; 45(2): e448, 2019. ilus, graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23688

Resumo

This research aimed to test the catching of ornamental invertebrates in artificial collectors, comparing different types of collectors (vertical and horizontal), deployment period (seasons) and time of immersion (1 to 8 months). The experiments were carried out in an area of mussel farming in Caraguatatuba, southeastern Brazil. Collectors were made of braided nets, both measuring 1 m. Batches of 32 collectors were deployed into the sea at Winter and Spring 2011 and Summer and Autumn 2012. Half of collectors were positioned horizontally at the surface of the sea and the others were positioned vertically, both tied to a floating structure 50 m long. Monthly, two vertical and two horizontal collectors were removed from each batch and examined for detecting ornamentals. Two species were caught: the anemone Bunodosoma caissarumm and the polychaete Branchiomma luctuosum. Occurrence of anemones was significantly higher in horizontal collectors and lower in collectors deployed during summer. Occurrence was also higher after two to five months of immersion. Polychaete occurrence was significantly higher in vertical collectors deployed during Autumn, being higher after seven months of immersion. We concluded that the system was technically feasible, but an economical evaluation must be done in further studies.(AU)
Este trabalho teve como objetivo testar a captura de invertebrados ornamentais em coletores artificiais, comparando diferentes tipos de coletores (verticais e horizontais), período de implantação (estações) e tempos de imersão (1 a 8 meses). Os experimentos foram realizados em uma área de cultivo de mexilhões em Caraguatatuba, sudeste do Brasil. Os coletores foram feitos de redes trançadas, ambos medindo um metro de comprimento. Lotes de 32 coletores foram implantados no mar no inverno e primavera de 2011 e verão e outono de 2012. Metade dos coletores foram posicionados horizontalmente na superfície do mar e os outros foram posicionados verticalmente, ambos amarrados a uma estrutura flutuante de 50 m de comprimento. Mensalmente, dois coletores verticais e dois coletores horizontais foram removidos de cada lote e examinados para a detecção de invertebrados ornamentais. Duas espécies foram capturadas: a anêmona Bunodosoma caissarumm e o poliqueta Branchiomma luctuosum. A ocorrência de anêmonas foi significativamente maior nos coletores horizontais e menor nos coletores implantados no verão. A ocorrência também foi maior após dois e até cinco meses de imersão. A ocorrência de poliquetas foi significativamente maior nos coletores verticais implantados no outono, sendo maior após sete meses de imersão. Concluímos que o sistema foi tecnicamente viável, mas uma avaliação econômica deve ser feita em estudos posteriores.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1